Cartunista brasileira alega que série da Netflix é igual a sua HQ

"Black Silence", lançada em 2016, já trazia vários elementos que aparecem em "1899", dos mesmos criadores de "Dark"; um deles respondeu às afirmações

Uma cartunista brasileira apontou semelhanças bastante significativas entre a série “1899”, lançada recentemente pela Netflix, e a HQ “Black Silence”, publicada por ela em 2016. Em seu perfil no Twitter, Mary Cagnin apontou várias semelhanças na história e em elementos visuais que tornam as duas histórias praticamente a mesma, no que seria um caso de plágio bastante notável.

A série tem como enredo um navio transportando imigrantes para os Estados Unidos, onde coisas estranhas acontecem. Esse é exatamente o mesmo tema da HQ brasileira. Os autores de “1899” são os mesmos de “Dark”, seriado alemão que também fez sucesso da Netflix.

“Está tudo lá: A pirâmide negra. As mortes dentro do navio/nave. A tripulação multinacional. As coisas aparentemente estranhas e sem explicação. Os símbolos nos olhos e quando eles aparecem. As escritas em códigos. As vozes chamando por eles. Detalhes sutis da trama, como dramas pessoais dos personagens, incluindo as mortes misteriosas.”

- Advertisement -
https://twitter.com/marycagnin/status/1594190877345333249

A autora brasileira acredita que o plágio pode ter se originado de uma apresentação em uma feira do livro da qual ela participou na Suécia, em 2017. Na ocasião, ela distribuiu exemplares da HQ para editores e pessoas presentes, incluindo a versão traduzida para o inglês.

Leia também:  Dream Theater anuncia livro inspirado em “Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory”

De acordo com Cagnin, isso aumentaria a chance de que algum dos produtores da série tivesse contato com a obra dela.

https://twitter.com/marycagnin/status/1594190885473984512

Veja a seguir (e clique em “Leia a conversa completa no Twitter” para conferir toda a comparação).

https://twitter.com/marycagnin/status/1594190866041610240

Criador de “1899” responde

Baran bo Odar, um dos criadores de “1899”, comentou o assunto em uma postagem no Instagram. Ele negou ter copiado o trabalho de Mary Cagnin.

“Infelizmente, não conhecemos esta artista, seu trabalho ou seus quadrinhos. Nós nunca roubaríamos o trabalho de outra artista, pois sentimos que somos artistas também. Entramos em contato com ela, então espero que ela retire essas acusações. A internet se tornou um lugar estranho, e peço por mais amor ao invés de ódio.”

https://www.instagram.com/p/ClN9lOEIpL7

Enquanto isso, a Netflix é a única a permanecer em silêncio sobre as acusações.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasCartunista brasileira alega que série da Netflix é igual a sua HQ
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades