Pattie Boyd diz ter pedido direitos autorais por “Layla” a Eric Clapton

Ex-modelo e fotógrafa foi a inspiração dessa e de outras músicas escritas por Clapton e também por seu marido anterior, George Harrison

O “triângulo amoroso” entre Eric Clapton, George Harrison e Pattie Boyd é provavelmente o mais famoso da história da música. Seu fruto mais conhecido é a canção “Layla”, lançada por Clapton junto ao Derek and the Dominos.

Musa inspiradora dessa e de outras composições, Boyd acha que devia receber direitos autorais pelo hit. Ela mesma reconhece que faria muita diferença em sua vida em termos financeiros.

- Advertisement -

Em conversa com o The Sunday Times, a ex-modelo admitiu, meio na brincadeira, que pediu a Clapton parte dos direitos autorais por “Layla” quando o casal se separou, em 1989.

“Eu pedi por isso no meu divórcio e ele disse ‘você está brincando?’. E é por isso que eu tenho que escrever livros.”

A declaração está diretamente relacionada com o fato de ela ter lançado uma série de livros de memórias. A entrevista, inclusive, divulga sua obra mais recente, “Pattie Boyd: My Life in Pictures”.

Pattie Boyd, George Harrison e Eric Clapton

Leia também:  Tony Iommi explica por que não gosta de “Forbidden”, do Black Sabbath

Pattie Boyd era casada com George Harrison, mas acabou ganhando o coração de Eric Clapton, que fez de tudo para ficar com ela mesmo sendo amigo do guitarrista dos Beatles.

No fim das contas, a relação entre Boyd e Harrison chegou ao fim, o que permitiu a formação do novo casal. A ex-modelo, que também atuava como fotógrafa, ficou com Eric entre 1979 e 1989.

Além de “Layla”, ela teria sido a inspiração para mais músicas, como “Bell Bottom Blues” e “Wonderful Tonight”, de Clapton, e “I Need You”, “If I Needed Someone”, “Something” e “For You Blue”, de Harrison.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPattie Boyd diz ter pedido direitos autorais por “Layla” a Eric Clapton
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

1 COMENTÁRIO

  1. André, o que é isso? Ela falou na brincadeira…E você joga na manchete como se fosse verdade? Patty não é uma Yoko Ono que realmente fez algo parecido com Imgine. E ainda conseguiu. Não faz isso não, rapaz. As pessoas costumam não ler, sabia? E vão pensar mal da Patty. Alíás, você caiu no antigo erro de dizer que as múicas de George eram para ela. Something não foi inspirada em Patty. George disse isso ene vezes…mas insistem. Ele escreveu a música num templo e foi inspirado por Deus. Pode até ter pensado nela depois , dedicado a música para ela, mas ela não foi a inspiração. Quanto às outras citadas…nem parecem ser para Pattie de forma alguma. Pela letra vemos que não pode ser. Acham mesmo que os compositores só escrevem para suas esposas? Nada mais longe da verdade. E ele nunca disse que escreveu nenhuma delas para Pattie. Isso se chama fake news que insistem em compartilhar. ” ” Se eu precisasse de alguém….” Ele iria dizer isso para sua esposa? É o mesmo que dizer “eu não preciso de você. ” A propósito I need you é sempre alguém que o deixou em 1965! Como poderia ser para Pattie?

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades