Músico toca clássicos do Metallica com bateria de “St. Anger”; ouça resultado

Frederik Weile adaptou quatro músicas de outras eras da banda para o “som de lata” do polêmico disco

Lançado em 2003, o álbum “St. Anger” é o mais divisivo da carreira do Metallica. O fator principal está na bateria de Lars Ulrich com seu “som de lata”. A opção altamente questionável do músico foi explicada posteriormente como um “manifesto” – seja lá o que isso significaria dentro do contexto da obra.

Porém, outro baterista resolveu levar o experimento além. Frederik Weile, conhecido no YouTube como PolarWhale, resolveu mostrar como clássicos de outros discos da banda ficariam em um kit que reproduzisse a sonoridade do trabalho em questão.

- Advertisement -

As músicas tocadas foram “Master of Puppets”, “Creeping Death”, “One” e “Enter Sandman”.

O resultado pode ser conferido no vídeo abaixo.

Metallica e “St. Anger”

Oitavo álbum de inéditas da banda, “St. Anger” foi o primeiro após a saída do baixista Jason Newsted. O produtor Bob Rock assumiu o instrumento durante as gravações, com Robert Trujillo sendo efetivado para a turnê.

A sonoridade foi altamente contestada, não apenas pela bateria, mas o fato de os solos de guitarra terem sido totalmente excluídos das composições.

Leia também:  Deep Purple toca “Smoke on the Water” no lago que inspirou a música — e com fogo no céu

Mesmo assim, a repercussão foi positiva, com o disco chegando ao primeiro lugar em várias paradas mundiais, com as vendas superando a casa de 8 milhões. No Brasil, ganhou disco de ouro. As sessões – e seus desdobramentos – foram registradas e lançadas no filme “Some Kind of Monster”.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasMúsico toca clássicos do Metallica com bateria de “St. Anger”; ouça resultado
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades