Dio foi vaiado e levou cusparada em primeiros shows no Black Sabbath

Fãs de Ozzy Osbourne deram vida difícil ao cantor, lembra empresária e ex-esposa: “mas ele continuou e fez sua parte até que começaram a aceitá-lo”

A figura do vocalista é sempre a mais difícil de se substituir em uma banda famosa. A conexão inevitável dos fãs com a figura do microfone, além da associação da música com a voz tornam a tarefa um verdadeiro desafio que alguns não superam.

Em entrevista a Danny Stoakes transcrita pelo Blabbermouth, a empresária Wendy Dio lembrou como foi para seu ex-marido, Ronnie James Dio, assumir a função no Black Sabbath. À época, o cantor já tinha uma passagem reconhecida pelo Rainbow, tendo gravado três discos de estúdio e um ao vivo no grupo comandado por Ritchie Blackmore.

“Em seu auge, Ozzy foi um dos maiores frontmen da história, junto com David Lee Roth. Não era um grande cantor, como Ronnie, mas era uma função muito difícil de se assumir. Tanto que a banda mudou sua sonoridade.”

Para Wendy, é até difícil estabelecer uma comparação entre as duas fases.

“Sempre digo que há o Black Sabbath com Ozzy e o Black Sabbath com Ronnie. Ambos são muito bons, mas totalmente diferentes. O primeiro foi inovador, marcou o início do heavy metal e eu nunca deixaria isso de lado. Mas Ronnie fez a diferença; ele era diferente. Ele era mais melódico, suas músicas eram diferentes, sua performance no palco era diferente.”

Até por isso, a primeira reação dos fãs foi de repulsa.

“Ele foi vaiado e levou cusparadas no começo, mas continuou e fez sua parte até que começaram a realmente aceitá-lo. E, de fato, alguns fãs com quem converso nem sabem sobre o Black Sabbath antes de ‘Heaven and Hell’, mas essa é a geração mais jovem.”

Ronnie James Dio e Black Sabbath

Ronnie James Dio morreu em 2010, aos 67 anos, vitimado por um câncer no estômago. Em suas duas passagens pelo Black Sabbath e o período em que a banda se chamou Heaven & Hell, lançou 4 discos de estúdio, além de uma série de trabalhos ao vivo e compilações, algumas com faixas inéditas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
  1. Dio quando entrou no Sabbath acrescentou uma grande energia em termos de Vocal e lirismo…algo mais melódico e pesado no Sabbath!!!! Energia, um som mais cadenciado focalizando mais para o metal e assim nos apresentando grandes clássicos!!!! Valeu!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
33
Share