Elvis Presley está sendo “cancelado” no TikTok

Público mais jovem questiona se o rei do rock foi realmente tão inovador e recebe com espanto informação de que ele começou a se relacionar com Priscilla Presley quando ela tinha 14 anos

Um dos filmes mais aguardados do ano, “Elvis” está fazendo com que muitos jovens descubram a vida e obra do homem conhecido como o rei do rock. Porém, de acordo com o podcast Don’t Let This Flop, da versão americana da Rolling Stone, o efeito não está tendo apenas o lado positivo – especialmente no TikTok, onde vídeos expõem aspectos controversos da carreira de Elvis Presley.

Entre eles, está a sempre criticada apropriação da cultura negra. O próprio cantor nunca negou ter sido influenciado pela música de precursores como Chuck Berry, Little Richard e Fats Domino, entre vários outros. Porém, também é verdade que a mídia se valeu de um artista branco de forma mais intensa em um país altamente segregado como os Estados Unidos da década de 1950.

Outro ponto que vem causando controvérsia é o fato de Presley ter se envolvido com sua esposa, Priscilla, quando esta tinha apenas 14 anos, enquanto ele já estava com 24.

Vale lembrar que na mesma época Jerry Lee Lewis chocou ainda mais ao se casar com sua prima de 13 anos, Myra Gale Brown. A situação quase causou o fim da carreira do intérprete de “Great Balls of Fire”, à época com 22.

Sobre o filme “Elvis”

“Elvis” foi dirigido por Baz Luhrmann. O próprio escreveu o roteiro em parceria com Sam Bromell, Craig Pearce e Jeremy Doner. Austin Butler interpreta o rei do rock, enquanto Tom Hanks assume o papel de Parker. Olivia DeJonge é Priscilla.

Na primeira semana em cartaz nos cinemas americanos, a obra faturou US$ 30,5 milhões de bilheteria. O lançamento no Brasil ocorre em 14 de julho. A distribuição é da Warner Pictures.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

3 comentários
  1. Olá João Renato, aqui é Marcelo Neves do Portal Elvis Triunfal. me permita colocar algumas observações. Elvis não se casou com Priscilla quando ela tinha 14 anos conforme esta no texto, Elvis começou a namorar com ela nessa idade, ela se casou com Elvis aos 22 anos. Em outro ponto você diz que a “…é verdade que a mídia se valeu de um artista branco de forma mais intensa em um país altamente segregado como os Estados Unidos da década de 1950…” Esse tipo de argumento é muito recorrente daquelas pessoas que querem imputar a tese que Elvis “roubou” a música dos negros (não estou falando que é seu caso). Eu tenho TODAS as Billboards da década de 50 e 60 digitalizadas (aliás é fácil encontra-las na internet). Se você tiver muito tempo e paciência ao checar esse material você vai chegar na seguinte conclusão. Assim que estoura o Rock and Roll mundialmente em 1956 (tendo como maior garoto propaganda o Elvis) você vai notar na lista das paradas da Billboad a partir de 1956…a presença MUITO MAIOR de artistas negros do que antes. A partir da popularidade do Rock, você vai ver o Chuck Berry, o Little Richard e o Fat’s Damino figurarem na grande parada. Esses artistas negros NÃO FORAM discriminados da parada de sucesso e isso irritou parte da sociedade racista americana que via em Elvis o responsável em abrir esse mercado para a população branca. Você pode olhar todas as edições da revista da Billboard a partir de 1956 que você NÃO VAI NOTAR DISCREPÂNCIA entre artistas negros e brancos. Por isso o Little Richard agradeceu Elvis de ter gravado Tutti Frutti pois o colocou no radar da grande mídia. Isso é o CONTRÁRIO do que muitas andam repetindo de que a mídia só deu ênfase no Elvis e discriminou o restante por ser negro. Elvis mostrou pra população branca que o Rock era legal e todo mundo embarcou e abriu espaço para todo mundo, por isso até o Rolling Stones tocavam Chuck Berry, os Beatles tocavam Chuck Berry…será que agora irão falar que os Beatles e os Rollings Stones só fizeram sucesso porque se apropriaram da música dos negros??? Claro que não! Esse conceito da apropriação cultural voltado para a música MAIS ATRAPALHA e MAIS DISCRIMINA do que ajuda. A música não deve ser encarada como “posse” ou discriminada pela “cor”, ela deve ser livre para que qualquer pessoa independente da cor se sinta livre a criar outras músicas.

    1. Oi Marcelo, obrigado pelo comentário. O erro sobre o casamento de Elvis com Priscilla foi cometido por mim, não pelo João, quando inseri o subtítulo. O texto citou desde o início a informação correta de que ela tinha 14 anos no início da relação. Peço desculpas por isso. A alteração no subtítulo já foi feita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
94
Share