Como o sucesso de “Top Gun” impactou a Marinha na década de 1980

Filme protagonizado por Tom Cruise provocou aumento de 500% em procura por alistamento no ano seguinte a seu lançamento

Não é novidade que “Top Gun: Ases Indomáveis” (1986) foi um grande sucesso à época de seu lançamento nas telonas e ainda se tornou um clássico ao longo dos anos. O que pouca gente sabe é que toda a ação dos pilotos mostrada nos cinemas fez com que a vida na Marinha dos Estados Unidos parecesse glamourosa, o que influenciou muitos dos espectadores a quererem seguir por aquele caminho.

“Top Gun” levou muitas pessoas a se inscreverem na Marinha da vida real, fato que pôde ser percebido pelo aumento expressivo nos números do alistamento das forças navais dos Estados Unidos. Dados da instituição publicados pelo Screenrant mostraram que as taxas de alistamento aumentaram em 500% no ano seguinte ao lançamento do filme. 

Mas o crescimento no número de novos recrutas não veio tão espontaneamente. A situação se deveu em maior parte à habilidade que a Marinha dos Estados Unidos teve em aproveitar a repercussão do longa em seu favor.

À época, a instituição aproveitou a popularidade de “Top Gun” e montou estações de alistamento nas saídas dos cinemas em que o filme era exibido. Dessa forma, conseguiram as inscrições dos fãs mais empolgados e emocionados com a aventura que haviam acabado de assistir.

Obviamente, nem todos os aspirantes foram aprovados nos testes e treinamentos. Contudo, o longa-metragem proporcionou um aumento significativo na popularidade da instituição.

Sobre “Top Gun: Ases Indomáveis”

Estrelado por Tom Cruise, Tim Robbins, Kelly McGillis e Val Kilmer, “Top Gun: Ases Indomáveis” faturou mundialmente mais de US$ 357 milhões nas bilheterias – em contrapartida a um investimento de US$ 15 milhões. Foi uma das obras que marcou o cinema da década de 1980.

Sua trilha sonora é até hoje uma das mais conhecidas do ramo. Um dos grandes destaques é a “Take My Breathe Away” da banda Berlin. “Danger Zone”, de Kenny Loggins, e “Mighty Wings”, do Cheap Trick, também entraram no imaginário popular a partir do longa.

A trama narra a trajetória de Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise), um piloto de testes da Marinha, que se destaca por suas habilidades, mas também por ser negligente, gostar de quebrar as regras e de estar sempre em alta velocidade. A sinopse diz:

“A escola naval de pilotos é onde o melhor dos melhores treinam para refinar suas habilidades de voo de elite. Quando o piloto Maverick é enviado para a escola, sua atitude irresponsável e comportamento arrogante o colocam em desacordo com os outros pilotos, especialmente Iceman. Porém Maverick não está apenas competindo para ser o piloto superior de caça, ele também está lutando pela atenção de sua bonita instrutora de voo, Charlotte Blackwood.”

A sequência

Os fãs de “Top Gun” poderão retornar aos cinemas para acompanhar a continuação dessa história a partir do dia 26 de maio. Para a sequência, intitulada “Top Gun: Maverick”, retornaram Tom Cruise e Val Kilmer, revivendo os personagens Maverick e Tom “Iceman” Kazansky, respectivamente.

A cantora Lady Gaga gravou uma canção original para o novo filme. Chamada “Hold My Hand”, a música remete ao sucesso e gênero da trilha que arrebatou o público nos anos 1980.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
  1. “Mighty Wings”, do CHEAP TRICK …a introdução lembra a música do Ken do jogo Street fighter 2, lembro!!!! Nos Estados Unidos as coisas funcionam, ao contrário do Brasil onde somos obrigados a nos alistar e não a escolher a aeronáutica como quesito principal!!!! e é onde a palavra Democracia é muito falada e na prática não existe no Brasil…ou seja o direito de escolher, direito de não votar e o direito de falar o que realmente pensamos!!!! Brasil o país de todos, piada essa nação brasileira!!!! valeu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
36
Share