História de Chico Science, líder da Nação Zumbi, será contada em filme

Longa já tem roteirista e diretor confirmados e negociações estão avançadas com uma plataforma de streaming

O cantor Chico Science, saudoso líder da Nação Zumbi, terá sua história contada em filme no formato cinebiografia, ainda sem data de lançamento divulgada.

A informação é da colunista do jornal “O Globo”, Patrícia Kogut, que afirma que as negociações estão avançadas com uma plataforma de streaming para a exibição. Chico morreu em 1997, aos 31 anos, vítima de um acidente de carro.

A jornalista contou ainda que o roteiro está nas mãos de Felipe Nepomuceno e que Pedro Von Kruger está confirmado como diretor do longa, além de ser co-roteirista. A dupla já trabalhou em parceria anteriormente no curta-metragem “A Incrível Volta ao Mundo do Tricolor Suburbano”.

Chico Science, manguebeat e Nação Zumbi

Chico Science foi um dos precursores e principais nomes do movimento manguebeat. Começou a carreira musical no bloco afro Lamento Negro, no qual já mesclava maracatu com outros estilos que iam do pop ao reggae e também permeiam o manguebeat numa mistura que valoriza sons regionais junto com estilos já consagrados.

O primeiro álbum de Chico Science & Nação Zumbi, “Da Lama Ao Caos”, foi lançado em 1994 pela gravadora Chaos. Nele estão sucessos como a faixa-título, “Rios Pontes e Overdrives”, “A Praieira” e “Monólogo ao Pé do Ouvido”, que recentemente voltou às playlists após figurar na trilha sonora de “Marighella”, longa dirigido por Wagner Moura.

Dois anos depois a banda lançou “Afrociberdelia”, com o hit “Maracatu Atômico”. As atividades foram seguidas pelo grupo sem Science, trazendo o percussionista Jorge Du Peixe para os vocais.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
9
Share