MC5 volta à ativa com turnê e primeiro álbum em mais de 50 anos

Responsável pela retomada é o guitarrista Wayne Kramer, que convidou novos músicos para compor a formação

O guitarrista Wayne Kramer retomou as atividades do MC5. A nova formação da banda também conta com o vocalista Brad Brooks, o baterista Stephen Perkins (Jane’s Addiction), a baixista Vicki Randle (Mavis Staples) e o guitarrista Stevie Salas (David Bowie).

O grupo fará uma turnê com 8 shows entre 5 e 15 de maio. A primeira apresentação acontece no El Club, em Detroit, onde tudo começou.

Antes, duas músicas serão disponibilizadas. “Heavy Lifting” conta com Tom Morello – guitarrista do Rage Agaisnt the Machine, que também assina a composição –, o produtor Don Was (Rolling Stones, Bob Dylan) e o baterista Abe Laboriel Jr (Paul McCartney, Eric Clapton). Já “Edge of the Switchblade” é uma nova versão para a música lançada no disco The Hard Stuff, lançado por Kramer em 1995. William DuVall, vocalista do Alice in Chains, participa.

Elas antecedem o lançamento de um álbum que está programado para sair em outubro. Será o primeiro material inédito do MC5 em 50 anos. A produção ficou a cargo do lendário Bob Ezrin (Alice Cooper, Kiss, Pink Floyd, Deep Purple), com Dave Way (Paul McCartney, Neil Young, Fiona Apple) atuando como engenheiro de som.

Wayne Kramer fala sobre a volta

Em comunicado oficial, Wayne Kramer sobre o que o motivou a reativar a banda.

“Na última década fiz turnês sem parar e entendi que a música do MC5 é mais necessária do que nunca. Definitivamente é hora de escrever e gravar novas canções, levando uma mensagem de hard rock intransigente para os fãs ao redor do mundo.”

E se você é do tipo que acha que música não deve se misturar com política, o guitarrista já deixa claro:

“Acabamos de sobreviver a quatro anos catastróficos de uma presidência fracassada e uma pandemia devastadora. Começamos a escrever novas músicas com o propósito expresso de lutar contra a crueldade de tudo isso.”

Sobre o MC5

Fundado em 1963, o MC5 foi um dos baluartes da primeira geração a fazer o que ficou conhecido como hard rock.

O grupo ficou conhecido por suas explosivas performances nos palcos – tanto que seu disco de estreia, “Kick Out the Jams”, já era um álbum ao vivo. Ele chegou ao top 30 na parada americana à época do lançamento.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share