O guitarrista Joe Satriani em 2022

Joe Satriani está bastante empolgado com os jovens guitarristas de Instagram

“Eles tocam melhor do que eu jamais conseguiria em termos de velocidade, destreza e complexidade. É realmente empolgante. Há coisas que eles fazem que são pioneiras”, comentou o veterano

Joe Satriani elogiou a nova geração de guitarristas que vem se destacando nas redes sociais. Em entrevista ao The Mitch Lafon and Jeremy White Show, o músico revelou se considerar abaixo das técnicas que eles apresentam em seus vídeos.

Conforme transcrito pelo Guitar.com, ele declarou:

“Eles tocam melhor do que eu jamais conseguiria em termos de velocidade, destreza e complexidade. É realmente empolgante. Há coisas que eles fazem que são pioneiras, seja em seis, sete, oito ou dez cordas. Preferia que tivessem álbuns nas paradas ao invés de precisar do Instagram. Mas é o que temos para o momento e os aplaudo.”

A única ressalva feita pelo experiente músico é de que os novatos não devem ficar restritos ao mundo virtual.

“Nossa função como músicos é tocar para e com outras pessoas. Não dá para evoluir ficando só em frente ao espelho do quarto. É impossível viver dessa forma.”

The Elephants of Mars”, novo álbum de Joe Satriani, sai dia 8 de abril. É o 19º trabalho de inéditas da carreira solo do guitarrista.

Sobre Joe Satriani

Nascido em Westbury, Nova York, Joseph Satriani estudou guitarra desde os 14 anos, posteriormente se tornando professor e repassando seus conhecimentos a nomes como Kirk Hammett (Metallica), Steve Vai, Alex Skolnick (Testament) e Larry LaLonde (Primus), entre outros.

Como artista solo, é um dos mais bem-sucedidos no segmento da música instrumental, tendo vendido mais de 10 milhões de discos em todo o mundo. Também possui passagens destacadas como sideman na banda solo de Mick Jagger no fim dos anos 1980 e substituindo Ritchie Blackmore no Deep Purple durante a turnê do álbum “The Battle Rages On”, em 1993 e 1994.

É o idealizador do G3, projeto que excursiona pelo mundo com diferentes formações de virtuoses a cada turnê. Entre 2008 e 2012 integrou o Chickenfoot, que também contava com Sammy Hagar, Michael Anthony e Chad Smith (este substituído por Kenny Aronoff temporariamente na turnê do segundo disco). O quarteto se reuniu brevemente em 2016 e os fãs seguem aguardando por mais.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share