Nikki Sixx diz ter sido convidado a entrar no Quiet Riot e dá início a bate-boca online

Página oficial da banda no Facebook negou declaração do baixista do Mötley Crüe; fala de Kevin DuBrow confirmando história contada por Sixx foi resgatada em tréplica

Nikki Sixx foi convidado a recordar suas bandas preferidas dos primórdios da Sunset Strip em entrevista à Metal Edge Mag. O baixista do Mötley Crüe fez elogios ao Quiet Riot, relembrando dos tempos em que o guitarrista Randy Rhoads fazia parte do grupo.

“Eu realmente amava o Quiet Riot. Também tinha uma banda chamada A La Carte que era super legal, um trio. Mas o Quiet Riot mostrava algo especial.

Kevin DuBrow tinha uma ótima voz e, claro, não precisamos falar sobre Randy Rhoads e como ele era influente. Eu costumava gostar muito de ficar com esses caras e vê-los em ação. Tocavam para 200 pessoas no Starwood, pareciam legais, soavam legais e tinham ótimas músicas.”

O convívio com o guitarrista, que depois se consagraria com Ozzy Osbourne e desapareceria tragicamente, levou até mesmo a surgir um possível convite.

“Eu frequentava a casa de Randy. Era um músico muito talentoso. Sou um baixista estilo Cliff Williams (AC/DC), bem simples. Ele costumava me dar algumas dicas.

Uma vez me falou: ‘nós vamos trocar de baixista, estaria interessado?’. Não havia motivo para recusar, era tudo que eu poderia querer. Ao mesmo tempo, tinha minhas próprias ideias. Demorou um pouco, mas elas aconteceram. Quem sabe como teria sido? Eu me juntaria ao Quiet Riot, Randy teria saído e Deus sabe se eu continuaria com eles ou não. E talvez o Mötley Crüe nunca existisse.”

- Advertisement -

Página do Quiet Riot refuta e discussão se inicia

Leia também:  Empresário de Paul Di’Anno perde a paciência e expõe problemas com vocalista

A página do Quiet Riot no Facebook negou a informação. A seguir, o site Sleaze Roxx resgatou uma antiga entrevista do falecido vocalista Kevin DuBrow onde ele confirma que Nikki participou de um teste para substituir Kelly Garni, baixista original, em 1977.

Na ocasião, o cantor disse:

“Gostávamos de Nikki, mas ele não sabia tocar ainda. Não conhecia as notas e acordes. Não dava para Randy simplesmente ensinar tudo. Não estou falando isso para ofendê-lo, apenas foi um fato. Nem chegamos realmente a tocar com ele.”

A seguir, Regina, viúva do baterista Frankie Banali, voltou a criticar o site usando a página oficial do Quiet Riot.

“Vocês publicaram uma declaração que justamente corrobora com o fato de que ele não tocou com a banda. Quando eu era atriz, fiz testes para vários filmes e programas televisivos. Isso não significa que eu fui convidada. Assim como Nikki Sixx nunca foi convidado a se juntar ao Quiet Riot.”

Nikki Sixx e Mötley Crüe

Após passar pelo Sister e formar o London, Nikki Sixx deu início ao Mötley Crüe em 1981, junto com o baterista Tommy Lee. Seus nove álbuns de estúdio venderam mais de 100 milhões de cópias em todo o mundo até hoje.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasNikki Sixx diz ter sido convidado a entrar no Quiet Riot e...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades