Brody Dalle é condenada a serviço comunitário após ação contra Josh Homme

Líder do The Distillers afirma não ter proibido músico do Queens of the Stone Age de ver os filhos, mas alega ter protegido as crianças

A cantora e guitarrista Brody Dalle (The Distillers) foi condenada a 60 horas de serviço comunitário por conta de acusações de seu ex-marido Josh Homme (Queens Of The Stone Age) na batalha pela custódia dos filhos. Ela também terá que pagar uma multa de mil dólares por desacato a autoridade.

A pena é metade do que a acusação buscava em tempo de trabalho. Os advogados de Homme também queriam que Dalle cumprisse cinco dias de prisão.

Durante a sessão da última terça-feira (30), a ex-líder do The Distillers reafirmou não ter proibido o frontman do Queens of the Stone Age de ver os filhos. Também voltou a ressaltar as agressões e o comportamento abusivo do pai contra as crianças, pelos quais ele também está sendo processado.

Josh Homme reconheceu suas ações e pediu que se haja um conjunto de normas estabelecidas para que os dois sigam daqui para a frente. O juiz Lawrence Riff, responsável pela resolução do caso, pediu que os pais cheguem a acordos visando proteger o futuro dos filhos.

Ao sair do tribunal, Brody Dalle se disse aliviada, em declaração à Rolling Stone.

“Não acredito que ninguém deva ir para a cadeia por proteger seus filhos. Como mãe, sempre os colocarei como prioridade e os protegerei a qualquer custo.”

Os dois retornam ao júri na próxima sexta-feira, 3 de dezembro (curiosamente, exatos 16 anos após oficializarem o casamento), quando a pena será redigida e determinada de forma legal. Brody e Josh ficaram juntos entre 2005 e 2019.

Clique aqui para acessar outras notícias sobre a ação envolvendo os dois músicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share