Por que foi tão difícil para o Ghost regravar “Enter Sandman”, do Metallica

Banda de Tobias Forge produziu versão de hit para o álbum “The Metallica Blacklist”, em tributo ao “Black Album”

A versão do Ghost para “Enter Sandman”, clássico do Metallica, é um dos destaques de “The Metallica Blacklist“. A compilação, lançada no último mês de setembro, reúne 53 versões para as músicas presentes no álbum homônimo da banda americana, também conhecido como “Black Album“.

Anteriormente, Tobias Forge já havia feito um cover para a canção com músicos do Candlemass durante a cerimônia do Polar Music Prize 2018, quando o grupo de James Hetfield e Lars Ulrich foi homenageado. Agora, a adaptação é apresentada ao público em uma versão de estúdio.

Em entrevista ao Talkin’ Rock With Meltdown, transcrita pelo Ultimate Guitar, o atual Papa Emeritus IV falou sobre o cover e apontou eventuais dificuldades de se oferecer uma nova versão para uma música com identidade tão estabelecida.

“Normalmente procuro regravar composições que possa alterar de alguma forma. No caso do Metallica e o heavy metal em geral, isso é muito difícil. É um estilo que meio que se define em si, com todos os riffs levados ao limite. Fosse alguém como Bob Dylan e seu formato basicamente acústico, por exemplo, ofereceria muitos caminhos para ampliar o arranjo.”

Apesar disso, o vocalista conseguiu rearranjar “Enter Sandman” de forma satisfatória – ainda para o Polar Music Prize.

“Mas então, tive a ideia de transformar a progressão de acordes sob a melodia. Desenvolvi a partir daí. Alguns anos depois, fomos convidados a participar desse álbum e parecia natural fazer ‘Enter Sandman’, basicamente porque nós já tínhamos tudo pronto.”

O vínculo entre Metallica e Ghost

Não é segredo que o Metallica foi o primeiro do panteão de artistas gigantes a apoiar o Ghost. James Hetfield chegou a ser visto (disfarçado, é claro) em meio ao público assistindo um show da banda ainda à época de seu primeiro disco, “Opus Eponymous” (2010).

Por conta da proximidade, Tobias Forge confessou ter sentido uma pressão extra na hora de prestar tributo aos ídolos e amigos.

“Senti-me um pouco desconcertado. Eles foram meus modelos de comportamento, ídolos na infância, tinha pôsteres na parede do meu quarto. De repente, se tornaram camaradas, mentores e apoiadores. Fiquei nervoso, mas também muito orgulhoso do resultado final”.

“The Metallica Blacklist” chegou ao 7º lugar na Billboard 200, principal parada americana. Cerca de 8 mil cópias foram comercializadas na primeira semana disponível no formato físico.

O Ghost segue preparando seu próximo álbum de estúdio. Recentemente, o grupo lançou a música “Hunter’s Moon”, trilha do filme Halloween Kills.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
1
Share