Lynyrd Skynyrd já repensa aposentadoria antes de terminar turnê de despedida

Veteranos estão retomando atividade na estrada e parecem ter se arrependido de pensarem em parar

Turnês de despedida no rock nem sempre representam o que o nome diz. E parece que a do Lynyrd Skynyrd vai seguir por esse caminho, de acordo com um comunicado divulgado pela banda.

Os veteranos do southern rock retomaram os shows no último dia 4 de junho, após mais de um ano impedidos por conta da pandemia de Covid-19. Um comunicado oficial sobre as novas apresentações indica que eles, aparentemente, se arrependeram da decisão de parar.

O vocalista Johnny Van Zant e o guitarrista Gary Rossington, responsáveis pelo comunicado, dão a entender que a “Big Wheels Keep on Turnin’ Tour” não deve marcar uma despedida completa dos palcos. No máximo, a banda passará a adotar uma agenda mais selecionada, com frequência menor de shows.

Ao que parece, a pandemia foi parte importante dessa decisão de adiar a aposentadoria. Gary Rossington declarou:

“Desde essa época (da pandemia), estamos conversando dentro da banda e percebendo que a música tem uma certa forma de cura. Talvez não seja nossa hora de ir. E talvez seja nossa hora de levantar o espírito e a vida das pessoas e trazer de volta alguma alegria e felicidade depois de tantos problemas no ano passado. Ainda estamos aqui, ainda estamos fazendo música.”

A agenda da banda tem datas confirmadas de junho a novembro desse ano. Depois disso, segundo Johnny Van Zant, poderá ser adotada uma alternativa: diminuir a frequência dos shows, abrindo mão das grandes turnês. É algo comum entre artistas que anunciam a aposentadoria dos palcos, mas acabam voltando atrás.

“Vamos terminar o que começamos. Nenhuma pandemia vai nos impedir disso. E vamos fazer outros shows, mas não tantos. Acho que ainda vamos ficar quietos, é o que temos feito. Não vamos mais sair como tem sido nos últimos 30 e poucos anos – 80, 90 shows por ano. Não vamos fazer tantos shows. Seremos muito seletivos.”

Sequência do Lynyrd Skynyrd

Em 2018, quando a turnê de despedida foi anunciada, Gary Rossington já havia dado declarações de que poderia não ser uma despedida definitiva.

Ele chegou a citar bandas que voltaram atrás e falou de sua saúde, que não estava boa há algum tempo. Nos últimos anos, ele tem dito que está saudável e parece mais disposto do que nunca a continuar, assim como os outros membros.

Parece que ainda teremos alguns anos de Lynyrd Skynyrd pela frente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share