Bill Ward fala sobre os riscos de fazer shows enquanto se está chapado

O baterista Bill Ward revelou, em entrevista à Metal Hammer, que já tentou tocar bateria enquanto estava chapado de LSD. E disse que não recomenda a prática.

“Tentei conter a bebida ao ter apenas alguns drinks durante o dia e chapar após o show. Tentei não trazer isso para o palco, mas acabei levando, assim como LSD e outras coisas, como bastante cocaína”, afirmou.

- Advertisement -

Ward complementa: “Não encontrei soluções ou até diversão em tocar assim no palco. Sabia que poderia f*der com tudo. É interessante falar sobre o fenômeno de usar LSD quando você toca em frente a 25-30 mil pessoas. Mas, naquela época, eu estava aceitando riscos que relacionavam não só a minha performance, como a de todos. Reconheço o quão tolo foi isso”.

Veja, abaixo, a declaração na íntegra (em inglês).

Leia também:  Luis e Hugo Mariutti tocarão “Reason”, do Shaman, na íntegra com convidados

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasBill Ward fala sobre os riscos de fazer shows enquanto se está...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades