Marty Friedman explica porque não quis voltar ao Megadeth

O guitarrista Marty Friedman disse, em entrevista ao LA Weekly, porque não gostaria de voltar ao Megadeth. O músico disse que não há motivos para retorno a não ser que a ideia seja manter o nível de quando ele esteve na banda, na década de 1990.

“Acho que alguém que faz algo tão bom quanto ‘Rust In Peace’ não quer revisitar aquilo, a não ser que seja para superá-lo. Não vejo razão para lidar com isso. Não vejo a reunião sendo algo que os fãs desejam. Se eu voltasse, teria que ter uma boa razão por trás. Voltar por voltar, não é bom o suficiente”, disse.

- Advertisement -

O músico também falou sobre a sua popularidade no Japão. “Ainda há muitas pessoas no Japão que só me conhecem da TV. Ressenti de início. Pensava que, mesmo com toda a música que fiz, as pessoas só me conheciam pelo programa de TV que fiz”, disse, em menção ao programa “Rock Fujiyama”, co-apresentado por ele em 2006.

Leia também:  Oxigênio Festival 2024 anuncia Hot Water Music e Get Up Kids como bandas principais

“Entretanto, agora, entendi que foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Aproveitei tudo que veio por ter feito o programa de TV”, afirmou.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasMarty Friedman explica porque não quis voltar ao Megadeth
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades