Após boicotes, Barclays rompe patrocínios com Download Festival, Latitude e Isle of Wight

Banco possui relação de incentivos a empresas que fornecem armamento e tecnologia militar a Israel

O banco britânico Barclays suspendeu o patrocínio de todos os festivais da Live Nation em 2024. Entre eles, estão o Download, Latitude e Isle of Wight. A ação ocorre após protestos de bandas e fãs por conta de a instituição fornecer serviços financeiros para empresas de defesa que abastecem Israel com armamento e tecnologia militar.

No caso do evento em Donington, voltado ao heavy metal e o rock em suas vertentes mais pesadas, grupos como Scowl, Zulu, Speed e Pest Control anunciaram suas retiradas recentemente. A seguir, outros ameaçaram seguir o mesmo caminho, como o Dying Wish e Ithaca.

- Advertisement -

A companhia assinou um contrato de apoio com a Live Nation em 2023, valendo por cinco anos. A princípio, a retirada é válida apenas para as edições atuais. Um porta-voz da promotora de shows disse, conforme registro do The Guardian:

“Após discussões com os artistas, concordamos com o Barclays que eles deixarão de patrocinar nossos festivais.”

O banco, por sua vez, declarou:

“O Barclays foi abordado e concordou em suspender a participação nos festivais restantes da Live Nation em 2024. Os clientes que possuem entradas para esses eventos não serão afetados e seus ingressos permanecem válidos. A agenda dos manifestantes é fazer com que o Barclays desbanque as empresas de defesa, um setor com o qual continuamos comprometidos como parte essencial para manter este país e nossos aliados seguros.

Eles recorreram à intimidação de nossa equipe, ao vandalismo repetido de nossas filiais e ao assédio online. A única coisa que esse pequeno grupo de ativistas conseguirá é enfraquecer o apoio essencial a eventos culturais apreciados por milhões. É hora de os líderes da política, dos negócios, da academia e das artes se unirem contra isso.”

Boicote ao Barclays

O coletivo Bands Boycott Barclays, por sua vez, se expressou em nota oficial, dizendo:

“Esta é uma vitória para o movimento BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções) global liderado pelos palestinos. Como músicos, ficamos horrorizados que nossos festivais tenham sido parceiros do Barclays, que é cúmplice do genocídio em Gaza por meio de investimentos, empréstimos e subscrição de empresas de armas que fornecem ao exército israelense. Centenas de artistas tomaram medidas neste verão para deixar claro que isso é moralmente repreensível e estamos felizes por termos sido ouvidos.

Leia também:  Diagnosticado com demência, Jack Russell (Great White) anuncia aposentadoria

Nossa demanda ao Barclays é simples: abandonar o investimento ao genocídio ou enfrentar mais boicotes. Boicotar o Barclays, também o principal financiador de combustíveis fósseis da Europa, é o mínimo que podemos fazer para pedir mudanças.”

Areeba Hamid, codiretora executiva do Greenpeace UK, também comemorou a suspensão.

“A Live Nation fez a coisa certa ao se afastar do patrocínio. É hora de o Barclays parar de se esconder atrás da música e encarar a situação. Este banco é o maior financiador de combustíveis fósseis da Europa, financiando petróleo e gás na casa dos bilhões de libras, e agora foi vinculado a empresas de armas envolvidas no conflito em Gaza. Os organizadores do festival estão enviando um sinal claro ao Barclays de que é hora de assumir a responsabilidade pelas indústrias destrutivas que financiam.”

Antes mesmo do anúncio do rompimento, o Download havia tirado o logotipo do Barclays de suas páginas. Porém, após algumas horas, ele foi recolocado.

Conflito na Faixa de Gaza

A guerra entre Israel e o Hamas já dura mais de 8 meses. O conflito vem causando polêmica em todo o planeta por conta da postura do país, que vem atacando civis sem escrúpulos. Com isso, se calcula que mais de 30 mil palestinos já tenham sido assassinados. O número de baixas entre israelenses, de acordo com o governo local, é de 1.500 pessoas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasApós boicotes, Barclays rompe patrocínios com Download Festival, Latitude e Isle of...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades