Filha de Mingau vai à Justiça contra plano de saúde por cirurgia

Plano alega que cranioplastia não consta rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar

Isabella Aglio, filha do baixista Mingau, ingressou na Justiça contra o plano de saúde que assiste o membro do Ultraje a Rigor. O músico precisa ser submetido a uma cranioplastia, visando colocar uma prótese sob medida para substituir parte da calota, que foi retirada com o objetivo de diminui a pressão após o atentado.

­

- Advertisement -

O principal obstáculo está no fato de o convênio alegar que o procedimento não consta entre os de cobertura obrigatória. Assim, foi necessária uma intervenção no poder público pedindo análise do caso.

Disse Isabella à revista Quem:

“A questão da cranioplastia está sendo um tanto tensa. Os médicos quiseram aproveitar a internação e o quadro estável dele para fazer a cirurgia. Mas o convênio negou o uso de prótese feita sob medida, dizendo não estar no rol da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).”

No momento, uma liminar foi concedida.

“Tivemos que entrar na Justiça e acabamos de receber a liminar. Agora estamos esperando o convênio se manifestar. Daí serão alguns dias para a confecção da prótese e a cirurgia. Acredito que a operação vá acontecer em breve.”

A recuperação

Por enquanto, Mingau segue em um processo lento de reabilitação. Diz a filha:

Leia também:  A música de Syd Barrett solo que deixa Roger Waters arrepiado só de falar

“Os médicos já haviam avisado que a recuperação de uma lesão cerebral é lenta e nunca é igual de uma pessoa para outra. Ou seja, só o tempo mesmo é que irá nos mostrar.  No dia a dia do hospital ele tem tido diversas atividades, como fisioterapia motora e fonoaudiologia, além do uso de órteses nos braços e pernas, para evitar lesões. Temos ainda uma amiga que faz musicoterapia com ele. É bem lúdico. Mas isso não é o suficiente. Ele precisará de reabilitação mais intensiva, em uma clínica especializada.”

Ela garante que o artista consegue interagir, embora de forma limitada.

“Meu pai interage não só comigo, mas com outras pessoas também. Dá risada, chora e, às vezes, fecha a cara e não quer saber de ninguém. Se é normal termos altos e baixos, imagine para ele, que sempre foi muito ativo e agora passa parte do tempo na cama!”

No próximo dia 23 de maio, o Tokio Marine Hall, em São Paulo, receberá o evento “Juntos Pelo Mingau 2”. Já estão confirmadas presenças de Andreas Kisser (Sepultura), Digão (Raimundos), Fernando Magalhães (Barão Vermelho), Jão (Ratos de Porão) e Badauí (CPM22), entre outros. Detalhes clicando aqui.

O atentado

Mingau sofreu um atentado na noite do dia 2 de setembro, quando estava com um amigo em Paraty, Rio de Janeiro. O carro do músico foi alvejado por tiros, perdendo o controle e batendo em uma residência.

Leia também:  A música de rock que traz uma “gravação perfeita” segundo David Gilmour

Em entrevista coletiva, foi revelado que o tiro que acertou o artista atingiu o lado esquerdo da cabeça, atravessou o cérebro e saiu do corpo. A área é responsável por coordenações motoras, além de fala e visão. A equipe médica não quis fazer prognósticos a longo prazo em relação ao efeito do ferimento.

Sobre Mingau

Após passagens por Ratos de Porão, Inocentes e Olho Seco, Mingau entrou no Ultraje a Rigor em 1999, na vaga deixada por Serginho. Com as saídas em 2002 de Flávio e Heraldo, passou a ser o membro mais antigo da banda, com exceção de seu líder e fundador Roger Moreira. Hoje o grupo ainda conta com Marcos Kleine (guitarra, desde 2009) e Bacalhau (bateria, desde 2002).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasFilha de Mingau vai à Justiça contra plano de saúde por cirurgia
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades