Allianz Parque passa a cobrar taxa de administração em ingressos para shows

“Facility Fee” promove acréscimo obrigatório de R$ 20,70 ao preço do tíquete, independentemente do canal de venda

Os ingressos para os shows no Allianz Parque agora contam com uma nova cobrança. Além da taxa de serviço, comum nas vendas realizadas por meio da internet de modo geral, cada tíquete para apresentações no estádio incluirá uma chamada “taxa de administração” fixa, pelo valor de R$ 20,70.

Obrigatória, a quantia, também intitulada “facility Fee”, sempre será acrescentada ao valor do espetáculo independentemente do canal de compra — seja presencial, na bilheteria, ou virtual, pelo site — ou do setor adquirido. A ideia é que, a partir dos pagamentos, sejam feitos “investimentos” e “implementação de novas tecnologias”.

- Advertisement -

Uma nota publicada pelo site da Eventim (via Alpha Fm) há cerca de cinco dias explica que a cobrança vem da empresa responsável pela gestão dos eventos e não da tiqueteira. Diz o texto:

“A Taxa de Administração (ADM) ou ‘facility Fee’ poderá, – e será cobrada pela empresa que detém a exclusividade na gestão da programação de eventos, shows e espetáculos em determinadas arenas, estádios e/ou casas de espetáculos, a seu critério exclusivo, não cabendo à Eventim, qualquer responsabilidade nesta cobrança.

Trata-se de taxa em valor fixo e único, independentemente de setor ou tipo de ingresso, seja nas vendas online, seja nos PDVs – canal presencial.

A cobrança da Taxa ADM permitirá a realização de investimentos e a implementação de novas tecnologias de som, imagem, novos equipamentos, sustentabilidade e outros itens, essenciais para oferecer melhores experiências ao público e atrair os melhores artistas e shows, incrementando as agendas destes espaços.”

Leia também:  M. Shadows detona ex-gravadora por tentar criar viral do Avenged Sevenfold: “tenho 42 anos”

A medida entrou em vigor recentemente. Para o show de Ney Matogrosso no estádio com a turnê “Bloco na Rua – Ginga Pra Dar e Vender”, cuja venda começou na Eventim no dia 26 de abril, a taxa já apareceu. É possível visualizar no topo da página uma observação com um asterisco ressaltando que “a Taxa ADM é cobrada em todos os canais de venda.”

No caso do Bring Me the Horizon, com ingressos comercializados a partir desta terça-feira (30), também – mesmo que, no comunicado enviado à imprensa pela assessoria da produtora 30e (também responsável pelas apresentações do brasileiro) não haja qualquer menção à taxa.

Em contrapartida, para o Knotfest, da mesma organização, anunciado antes e com as entradas disponibilizadas em 1º de fevereiro, não houve qualquer acréscimo. 

Sobre a Eventim

Fundada na Alemanha, a Eventim opera atualmente em 22 países. É responsável pela comercialização de mais de 250 milhões de ingressos para um número estimado de 180 mil eventos por ano.

Além de atuar em espetáculos ligados à arte, também comanda a venda de entradas para eventos esportivos, tendo atuado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 e já estando designada para a função na próxima edição da competição, que acontece neste ano em Paris.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasAllianz Parque passa a cobrar taxa de administração em ingressos para shows
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades