Sebastian Bach revela a única coisa que impede sua volta ao Skid Row

Vocalista foi demitido da banda em 1996 e frequentemente manifesta a vontade de retomar a parceria com os antigos colegas

Sebastian Bach integrou a formação clássica do Skid Row e deu voz aos maiores sucessos do grupo. O vocalista fez parte da banda entre 1987 e 1996, quando acabou demitido após tensões internas.

Até hoje, o cantor não descarta uma reunião com os antigos colegas. Porém, segundo ele, há uma razão que impede a sua volta. 

- Advertisement -

Conversando com a Screamer Magazine (via Blabbermouth), o artista explicou que o fato de não ter retornado ainda não envolve questões pessoais ou de convivência. Segundo o próprio, os músicos se dão bem e conversam sobre a vontade de retomar a parceria. Na verdade, o problema está na parte burocrática dos negócios. 

Ele declarou: 

“Há toda uma narrativa de que não nos damos bem ou que eles não querem ficar no mesmo ambiente que eu. Descobri recentemente coisas em relação aos negócios e posso dizer para todo mundo que o fato de não nos reunirmos não tem nada a ver com o que aconteceu em 1996, ou por eu ser louco, ou por não nos darmos bem. Isso agora depende cem por cento de uma parte dos negócios. E eu descobri que certas m#rdas são verdade. A única coisa que nos impede é o lado comercial disso.”

Bach preferiu não oferecer mais informações acerca da questão. Contudo, garantiu que espera resolvê-la:

“Não posso dar todos os detalhes, mas não se trata de não nos darmos bem. Trata-se de descobrirmos como fazer isso funcionar do lado dos negócios. E espero que possamos descobrir isso. Estou pronto para descobrir, enquanto existe toda essa narrativa de ‘ah, eles não gostam dele e ele é muito louco’, isso nem é verdade.”

Histórico e possível reunião

Sebastian Bach foi demitido do Skid Row em 1996. Desde então, os caminhos de ambos não voltaram a se cruzar, embora o vocalista tenha se disponibilizado várias vezes para retornar.

Leia também:  Richie Sambora não voltará para o Bon Jovi, diz Jon: “nos falamos duas vezes em 11 anos”

Sabe-se que a presença de Bach foi considerada no grupo em 2016, quando uma reunião chegou a ser discutida em meio às saídas de Johnny Solinger (membro entre 1999 e 2015) e Tony Harnell (em passagem relâmpago em 2015). De acordo com o próprio cantor, as conversas pararam repentinamente.

Não demorou até que ZP Theart (ex-Dragonforce) fosse anunciado, permanecendo entre 2016 e 2022. Este foi substituído por Erik Grönwall (ex-H.E.A.T), que confirmou sua saída recentemente para poder cuidar melhor de sua saúde, tempos após ter superado uma leucemia.

Em entrevista à Metal Hammer — ao que tudo indica, antes da notícia de Grönwall ter se tornado pública —, Bach se ofereceu novamente para retornar ao Skid Row. O cantor entende que ele e seus ex-colegas devem uma volta aos fãs.

Inicialmente, ele declarou:

“Para mim, eu estava apenas começando após três álbuns feitos com o Skid Row.”

Em seguida, argumentou que o público merece essa reunião. E apontou um argumento pessoal.

“Definitivamente posso ver uma volta acontecendo, considerando que eles tocam as mesmas músicas que eu. Quando recebo um cheque substancial de royalties por um álbum feito junto de músicos com quem não fico na mesma sala desde 1996, eu me sinto um m#rda. Porque deveríamos retribuir algo aos fãs que tornaram possível esta grande vida.”

Anteriormente, durante conversa com a rádio 105.5 WDHA, o artista também tocou no assunto. Na ocasião, mencionou justamente a parte dos negócios, destacando:

Leia também:  Mike Portnoy toca Tool em vídeo e diz: “isso faz o Dream Theater soar como Weezer”

“Não há realmente nenhuma razão para que o Skid Row original não possa se reunir. E digo isso porque ainda estamos todos vivos e saudáveis. Realmente acho que a razão pela qual isso nunca aconteceu são apenas negócios. Você não pode ficar bravo com alguém com quem não convive desde 1996.” 

Sebastian Bach e Skid Row atualmente

Apesar do desejo de Sebastian Bach, o Skid Row continua de outra forma. Lzzy Hale, vocalista e guitarrista do Halestorm, ocupará temporariamente a vaga deixada por Erik Grönwall durante quatro shows previamente agendados nos Estados Unidos.

As datas e locais dos shows são os seguintes:

  • 17/05 – Walker’s Bluff Casino Resort – Carterville, IL
  • 18/05 – Riverside Casino & Golf Resort – Riverside, IA
  • 31/05 – Nugget Casino Resort – Sparks, NV
  • 01/06 – Hard Rock Live Sacramento – Wheatland, CA

No entanto, não está descartado que mais compromissos sejam acrescentados. Na verdade, a frontwoman praticamente confirmou à rádio 105.5 WDHA que o caminhos será esse mesmo.

“Nunca se sabe. Direi algo que provavelmente acontecerá: essas não serão as únicas quatro datas sobre as quais você ouvirá falar. É só o que posso afirmar.”

Por sua vez, Bach lança dia 10 de maio seu primeiro álbum solo em uma década: “Child Within the Man”. Antes, neste mês, fará três shows no Brasil: São Paulo (festival Summer Breeze, 26/04), Curitiba (Tork n’ Roll, 27/04) e Rio de Janeiro (Vivo Rio, com Mr. Big, 28/04).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasSebastian Bach revela a única coisa que impede sua volta ao Skid...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades