Flea se arrepende de baixos quebrados em shows do Red Hot Chili Peppers

Músico foi às redes sociais e manifestou pesar em relação a atitude que tomou no passado

Quebrar instrumentos no palco não é exatamente uma ação comum, mas também não é tão rara. Nomes como The Who, Kiss e Nirvana estão na linha de frente histórica quando o assunto é despedaçar seu material de trabalho – embora, no caso de Paul Stanley, ele fosse estrategicamente ao fundo do palco e trocasse de guitarra para um modelo não usado no show e designado especialmente para a performance destrutiva.

Flea já jogou nesse time, porém, se arrependeu com o passar do tempo. Recentemente, o baixista do Red Hot Chili Peppers foi ao X, antigo Twitter, e manifestou publicamente seu remorso para com o ato.

- Advertisement -

Ele escreveu:

“Eu me sinto um idiota por ter quebrado meu baixo em pedaços no palco antigamente, patético.”

A fala ganhou apoio entre os fãs, incluindo um especial. Sean, filho de John Lennon e Yoko Ono, respondeu, conforme repercussão da Guitar World:

Leia também:  Black Sabbath tentou impedir lançamento de “Born Again”, diz Tony Iommi

“Você está em boa companhia nessa.”

A visão de Roger Daltrey sobre o tema

Já mencionado, o The Who foi uma espécie de “mãe” das bandas que destruíram instrumentos. Não que tenha sido a primeira, mas intensificou a ação, a transformando em momento obrigatório de suas apresentações. O vocalista Roger Daltrey lamenta que isso tenha ocorrido.

Em entrevista ao podcast Daily Grind, o intérprete ainda revelou entender que a repetição da ação acabou desviando o foco da arte do grupo em vários momentos. Ele disse, conforme transcrição do American Songwriter:

“Os fãs não iam mais aos shows para ouvir nossa música. Só queriam ver as guitarras sendo quebradas. Fiz isso apenas uma vez e lamento até hoje. Nem sei o motivo que me levou. Depois só conseguia pensar que não deveria ter feito. Era como matar a esposa.”

Sendo assim, não surpreende que Daltrey não se sentisse confortável com Pete Townshend repetindo o ritual noite após noite.

Leia também:  A curiosa razão que levou Jimi Hendrix a ser demitido da banda de Little Richard

“Era de partir o coração. Quando me lembrava do quanto lutei para conseguir minhas primeiras guitarras, era como assistir a um animal sendo abatido. Um animal caro que teríamos que substituir por outro animal caro antes do próximo show. E tínhamos que pagar pelo buraco no teto… a partir daí o público esperava que quebrássemos nossos instrumentos. Era coisa nossa.”

Curiosamente, em 2024 se completa 20 anos da última vez que Pete quebrou uma guitarra em pleno palco. Aconteceu durante show em Yokohama, Japão, dia 24 de julho de 2004. Desde então, a prática foi deixada de lado.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesFlea se arrepende de baixos quebrados em shows do Red Hot Chili...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades