A música mais brega do Creed, segundo Scott Stapp

Vocalista escolheu última faixa do álbum de estreia da banda, que chegou a sair como single

A despeito de ter vendido mais de 20 milhões de cópias dos seus discos em todo o planeta, o Creed é uma das bandas mais odiadas da história do rock. O grupo se tornou quase sinônimo daquilo que os fãs mais ferrenhos do estilo consideram errado e excessivamente “comportado” para os padrões habituais.

Outro adjetivo que lhe é comumente associado é o de “brega”. O próprio vocalista Scott Stapp reconhece esse componente. Perguntado pela revista Vulture sobre qual seria a canção mais “cringe” do repertório da banda, ele não se esquivou de responder.

- Advertisement -

Disse o frontman:

“Há algumas músicas que, sonoramente, gostaria que a apresentação fosse diferente. Toda a banda se sentia assim. Em particular, uma chamada ‘One’. Sempre sentimos que ela ficou um pouco… Isso é cafona? Um pouco saltitante? Mas nós a mantivemos no repertório mesmo assim e apoiamos a mensagem.”

Faixa de encerramento de My Own Prison (1997), álbum de estreia do Creed, “One” foi lançada como quarto e último single do trabalho. Ela chegou ao 70º lugar no Billboard Hot 100, principal chart de músicas avulsas dos Estados Unidos. Também ficou em 2º na parada segmentada Mainstream Rock.

Leia também:  Doug Ingle, fundador e líder do Iron Butterfly, morre aos 78 anos

A mais difícil

Na mesma matéria, Scott foi questionado sobre qual seria a música mais difícil de cantar no material do grupo.

“Tive a sorte de ter um produtor incrível, John Kruzweg. Ele dizia: ‘Scott, tenho a sensação de que você vai cantar essas músicas por muito tempo, então vamos colocá-las em um tom que não mate sua voz’. Eu gostaria de ter seguido o conselho dele em meus discos solo porque há músicas neles que são muito cansativas. Em algumas do Creed, como ‘One Last Breath’, eu tenho que atingir uma nota Lá que esteja no auge do meu alcance. Mas, como um todo, elas não sobrecarregam minha voz. Estão bem dentro dos meus limites.”

A volta do Creed e Scott Stapp solo

Nos próximos dias, o Creed realiza seus primeiros shows da segunda reunião da carreira. A banda se apresenta como headliner das duas viagens do cruzeiro Summer of ’99. A turnê completa terá início no próximo mês de junho e se estende até setembro na América do Norte.

Leia também:  O riff do Sepultura que Max Cavalera admite reciclar até hoje

No último dia 15 de março, Scott Stapp lançou seu mais recente álbum solo. Higher Power é o quarto disco gravado pelo vocalista usando o próprio nome. Ele vem realizando algumas apresentações nos Estados Unidos em divulgação ao trabalho.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA música mais brega do Creed, segundo Scott Stapp
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

  1. A batida desse som, “One”, é hipnótica.
    Escute uma vez e a batida grava na mente.
    Apesar do compositor achá-la brega, as audiências provavelmente têm uma opinião diferente.
    Mesmo sem ter chegado ao #1 das paradas, foi a maior canção Mainstream Rock do ano de 1999.
    Ela passou o ano inteiro consistentemente no #2, até o lançamento de “Higher”, que ficou 17 semanas no #1 (14 semanas em 99, 3 semanas em 2000).
    De 98 a 2002, o CREED foi a força dominante no Rock americano.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades