Juíza cita Taylor Swift em nova derrota do Metallica após shows cancelados na América do Sul

Apresentações que aconteceriam em 2020 acabaram sendo canceladas por conta da pandemia de covid-19

O Metallica sofreu nova derrota na ação contra a empresa Lloyd’s of London. Foi determinado que a companhia de seguros não precisará cobrir os prejuízos da banda em relação ao cancelamento da turnê sul-americana que ocorreria em 2020.

Os shows seriam realizados em abril do ano em questão. Contudo, acabaram suspensos por conta da disseminação da covid-19, que ganhou status de pandemia no mês anterior, fechando fronteiras entre países.

- Advertisement -

Na última segunda-feira (18), um tribunal de Los Angeles, Califórnia, rejeitou o pedido do grupo, que demandava um ressarcimento de US$ 3 milhões pelo fato de a excursão não ter sido realizada. Foi observado que havia uma clara exclusão no contrato de quaisquer perdas decorrentes de “doenças transmissíveis”.

A banda afirma que o caso deveria ter ido a julgamento, já que um júri poderia ter decidido que motivos não relacionados à covid-19 poderiam ter levado ao cancelamento. Mas a juíza Maria Stratton, citando a letra de “All Too Well”, de Taylor Swift, disse que era “absurdo pensar que as restrições governamentais não foram resultado da covid-19”.

Leia também:  Por que o Engenheiros do Hawaii não voltará, segundo Humberto Gessinger

Diz um trecho da argumentação, conforme registro da Billboard:

“Parafraseando Taylor Swift: ‘Nós estávamos lá. Nós nos lembramos de tudo muito bem’. Não havia vacina contra a covid-19 em março de 2020 e nem medicamentos para tratá-la. Os ventiladores estavam em falta. As máscaras N-95 eram praticamente inexistentes. Os pacientes estavam sendo tratados em tendas nos estacionamentos do hospital. A taxa de mortalidade da Covid-19 era desconhecida, mas para dar apenas um exemplo da potencial taxa de mortalidade no final de março de 2020, a cidade de Nova York estava utilizandocaminhões frigoríficos como necrotérios temporários. As pessoas ficaram apavoradas.”

O impacto da covid-19 na indústria

Ainda segundo a Billboard, o caso do Metallica é um dos muitos que foram movidos por músicos e empresas que buscam cobertura de seguro para danos causados pela covid-19. Até o momento, porém, a maioria dessas ações judiciais foi vencida pelas seguradoras, que normalmente incluíam exclusões para problemas causados por doenças ou decisões políticas.

O site da revista afirma que a maior disputa do gênero na indústria musical é uma ampla ação movida pela Live Nation, buscando cobertura da Factory Mutual Insurance Co. para mais de dez mil shows cancelados ou adiados. Estima-se que 15 milhões de ingressos estejam contemplados nesse processo.

Leia também:  Linda McCartney morreu há 26 anos; veja outros fatos da música em 17 de abril

Em 2022, um juiz se recusou a rejeitar as alegações da Live Nation em 2022. Dessa forma, o caso ainda tem julgamento pendente.

Metallica na América do Sul

O Metallica deveria ter se apresentado no Brasil, Argentina e Chile na turnê em questão. O itinerário teria início em 15 de abril de 2020. Naquele momento, a maior parte do planeta já se encontrava em severa política de restrição, enquanto o número de doentes e mortos aumentava.

Dois anos após o cancelamento, a banda finalmente voltou a excursionar pela América do Sul. A passagem pelo Brasil contou com 4 apresentações, nas cidades de Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte. A próxima vinda é especulada para o final de 2024.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJuíza cita Taylor Swift em nova derrota do Metallica após shows cancelados...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades