Biden ou Trump, quem Tim Commerford odeia mais? Baixista do RATM responde

Músico direcionou uma série de críticas para ambos os políticos e revelou que nunca votou nas eleições presidenciais

Tim Commerford tem uma série de críticas relacionadas aos Estados Unidos, principalmente em relação à sua política. Em 2016, o baixista do Rage Against the Machine chegou a comparar o então eleito presidente Donald Trump com o líder do nazismo Adolf Hitler. Mais recentemente, também direcionou comentários negativos ao sucessor Joe Biden.

Durante entrevista com a Rolling Stone, ao mencionar o governo atual e as bases militares americanas espalhadas pelo mundo, o músico disse sentir vergonha de sua nacionalidade. Então, quando questionado se prefere o atual chefe do Executivo nacional ou Trump, Tim respondeu que cultiva ódio por ambos da mesma maneira.

- Advertisement -

Ele disse:

“Nunca votei para presidente. Eu costumava ter vergonha disso, mas nunca houve um presidente que eu dissesse: ‘p#ta merda!’. É uma pena que isso não importe de qualquer maneira, porque se eu moro na Califórnia, meu voto vai para Biden. Por mais que eu odeie Donald Trump e o que ele representa — e as coisas racistas e machistas me deem vontade de vomitar —, sinto ódio igual por Joe Biden e pelas guerras. Qualquer um que o apoie, para mim, está endossando o complexo militar-industrial.”

Conversando com a revista, o baixista ainda mencionou as teorias que defende. Anos atrás, ele deixou claro não acreditar que o homem chegou à lua em 1969, como também sinalizou dúvida quanto aos vídeos que mostram o terrorista Jihadi John, morto em 2015, decapitando reféns. No entanto, o músico prefere não ser chamado de “conspiracionista”:

Leia também:  A opinião de Steve Morse sobre Simon McBride no Deep Purple

“Isso é o que eles dizem sobre muitas pessoas que falam sobre coisas extraordinárias. Uma maneira melhor de dizer é que não confio em nosso governo.”

Tim Commerford e o 7D7D

Desde que o Rage Against the Machine acabou pela terceira vez, no fim de 2022, o baixista se isolou e tem trabalhado nas novas músicas do 7D7D.

O trio é formado por ele, pelo baterista Mathias Wakrat, com quem ele tocou na banda de hardcore que leva o sobrenome do músico, e pelo guitarrista Jonny Polonsky, com quem Tim mantém amizade desde os tempos de Audioslave. O grupo tem lançado singles desde o final de 2022 e há material suficiente para um álbum, que está sendo planejado.

Leia também:  Em relato sincero, Jon Bon Jovi revela quando problemas vocais começaram

Se o Rage Against the Machine foi marcado por pouca atividade, tanto em estúdio quanto ao vivo, Commerford deseja que o 7D7D seja o oposto. Ele também quer ser não apenas “o cara do RATM”.

O baixista acabou de se tratar de um câncer de próstata e parece mais interessado em aproveitar a vida na estrada do que seus antigos colegas. Ele diz:

“Eu quero tocar até na p#rra da pista de boliche. Quero tocar em cafés. Quero sair por aí, fazer isso e não ser o cara do Rage o máximo que eu puder.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasBiden ou Trump, quem Tim Commerford odeia mais? Baixista do RATM responde
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades