Da Índia à Tchéquia, todas as versões de “The Office”

Versão americana está entre uma das produzidas internacionalmente — original foi exibida no Reino Unido entre 2001 e 2003

“The Office” tem uma legião de fãs ao redor do planeta. A série criou seu público não apenas durante sua exibição original, como também nos anos seguintes, por estar disponível nas plataformas de streaming.

Mas você sabia que o seriado contou com diversas adaptações em vários países? A própria versão americana, mais famosa e estrelada durante anos por Steve Carell, é uma delas.

- Advertisement -

A produção original foi criada no Reino Unido. Vários outros países também decidiram surfar na onda graças ao sucesso do seu formato.

No total, “The Office” conta com 13 versões diferentes – sendo que no momento em que o texto foi escrito, Austrália e Grécia também estão produzindo suas adaptações. Conheça cada uma dela a seguir, conforme informações compiladas pela Super Interessante, IMDb e Vulture.

“The Office” (Reino Unido, a versão original)

A versão original do show foi exibida no Reino Unido pelo canal BBC. Aqui, seus personagens trabalham para uma empresa chamada Wernham Hogg e seu gerente é David Brent, interpretado por Ricky Gervais, cocriador de “The Office”.

No entanto, quando falamos de longevidade, o show britânico não chegou perto do americano nesse quesito: foram apenas duas temporadas lançadas, com 14 episódios produzidos e exibidos entre julho de 2001 e dezembro de 2003.

“The Office” (Estados Unidos, a versão mais famosa e conhecida)

A versão americana do seriado, responsável por popularizá-la em todo o planeta, foi a primeira adaptação oficial do original e desenvolvida pelos mesmos criadores da britânica. É aqui que o público conhece a Dunder Mifflin e seus hilários funcionários, com destaque para o gerente Michael Scott, interpretado por Steve Carell em sete das nove temporadas do show, exibidas entre 2005 e 2013.

O episódio piloto da versão americana tem enredo idêntico ao do original, mas parou aí. Ainda assim, seus personagens e muitos acontecimentos são inspirados nos eventos da série britânica.

“Stromberg” (Alemanha)

“Stromberg” é como a versão alemã de “The Office” foi batizada. Ela até foi ao ar um ano antes da versão americana, mas não se tratava de uma adaptação oficial.

Os criadores da série original ameaçaram processar o canal que exibia “Stromberg” na Alemanha justamente por conta da enorme semelhança com “The Office”. Para evitar mais problemas, passaram a incluir nos créditos qual era a fonte de inspiração.

Na versão alemã, os personagens trabalham para uma empresa de seguros chamada Capitol-Versicherung AG. O “Michael Scott” dessa versão se chama Bernd Stromberg. Um ponto em que ela se difere é que os funcionários, em várias situações, realmente aparecem trabalhando ao invés de perderem tempo com outras coisas.

Leia também:  O grande problema dos primeiros anos do Kiss, segundo Paul Stanley

Sem contar a versão americana, essa foi a adaptação de “The Office” que teve vida mais longa: “Stromberg” contou com 5 temporadas e 46 episódios lançados.

“La Job” (Canadá)

O Canadá também fez sua versão de “The Office”, que ganhou o nome de “La Job” e falada em francês – afinal, foi produzida em Montreal, região em que o idioma é predominante.

No entanto, essa versão teve vida curta e contou com apenas 13 episódios produzidos e exibidos entre 2006 e 2007 – provavelmente por ter “rivalizado” com a americana.

Uma curiosidade é que o gerente desta adaptação se chamada David Gervais, mistura do nome do criador Ricky Gervais com o gerente da original, David Brent. Já a empresa foi denominada “Les Papiers Jennings”.

“Le Bureau” (França)

A adaptação francesa de “The Office” teve vida ainda mais curta: apenas seis episódios foram produzidos, já que se tratava, na realidade, de uma minissérie. Ela ganhou o nome de “Le Bureau” – que significa, literalmente, “O Escritório”.

Na França, a Dunder Mifflin se chama Cogiret e tem Gilles Triquet como gerente. Por mais que seus poucos episódios sejam inspirados na versão original, foram feitas algumas mudanças para refletir a cultura francesa.

“La Ofis” (Chile)

A única versão latino-americana de “The Office” foi produzida no Chile e batizada de “La Ofis”. Seus personagens também trabalham para uma empresa de papel, que ganhou o nome de “Papeles Lozano” e são comandados pelo gerente Manuel Cerda.

“La Ofis” também teve vida curta e contou com apenas 12 episódios, exibidos entre agosto e novembro de 2008. Apesar disso, também ganhou seus fã por lá – provavelmente por influência da versão americana – e foi outra que não deixou de incluir algumas coisas da cultura chilena.

“HaMisrad” (Israel)

Israel também produziu sua versão de “The Office”, que recebeu o nome de “HaMisrad” – que também significa, literalmente, “O Escritório” em hebraico . Essa versão teve vida pouca coisa mais longa: foram produzidas duas temporadas, com 30 episódios no total. A primeira baseou seus episódios nos capítulos iniciais do original, enquanto o segundo teve enredos novos.

Aqui, os personagens trabalham para uma empresa que vende equipamentos de escritório, chamada Piper Office. Já o gerente é Avi Meshulam. Um detalhe que chama a atenção e a diferencia das demais é que ela conta com trabalhadores de outros países, como Rússia e Romênia.

Leia também:  Como foram os últimos shows do Slayer no Brasil e a despedida geral, em 2019

“Kontoret” (Suécia)

“Kontoret” é a adaptação sueca de “The Office”, exibida no país escandinavo entre 2012 e 2013. Aqui, a empresa em que os personagens trabalham é especializada em limpeza de escritórios e se chama “Svensk Kontorshygien AB”.

Uma curiosidade dessa versão do show é que o gerente, chamado Ove Sundberg, também faz parte de outro show de comédia do país. Foram produzidas duas temporadas, com 18 episódios no total.

“Kancl” (Tchéquia/República Tcheca)

A adaptação feita na Tchéquia/República Techeca de “The Office” é outra que teve vida curta: uma única temporada foi produzida e contou com apenas seis episódios, lançados em 2014.

Aqui, a empresa de papel se chama “Papír a print” e é liderada pelo gerente Marek Chvála.

“Konttori” (Finlândia)

“Konttori” é a adaptação finlandesa do show e conseguiu ter uma vida mais longa que muitas de suas coirmãs: foram três temporadas lançadas entre 2017 e 2019, com 26 episódios no total.

O gerente desta versão se chama Pentti Markkanen e é o responsável pela também empresa de papel “Leskisen Paper”.

“The Office” (Índia)

A versão indiana do show contou com duas temporadas, lançadas no ano de 2019. Aqui, a empresa tem o nome de Wilkins Chawla e é comandado por Jagdeep Chadda.

Diferente de boa parte das coirmãs, que basearam parte de seus acontecimentos na versão originais, o “The Office” Índia preferiu se inspirar mais dos momentos da versão americana. Ela também conquistou alguns prêmios em seu país natal.

“The Office PL” (Polônia)

A adaptação polonesa foi lançada em 2021 e é apenas uma das duas que continuam em exibição. Até que ela está conseguindo ter vida mais longa, pois já conta com três temporadas lançadas.

Na Polônia, seus personagens trabalham para uma empresa que vende água e se chama Kropliczanka e são comandados pelo gerente Michal Holc.

“Al Maktab” (Arábia Saudita)

A outra versão internacional de “The Office” que está em exibição é a produzida na Arábia Saudita e se chama “Al Maktab”. Ela respeita justamente as tradições do país muçulmano, então já se prepare para ver os personagens vestidos de acordo com seus costumes.

Os personagens trabalham para uma agência postal. Já o Michael Scott saudita se chama Malik Al-Tuwaifi. A única temporada produzida até o momento conta com 20 episódios.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesDa Índia à Tchéquia, todas as versões de “The Office”
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades