Esposa de Gary Holt explica volta do Slayer e defende iniciativa

Lisa Holt cutucou quem opina sobre questões internas sem saber o que acontece nos bastidores, como também quem diz que a banda voltou por dinheiro

Cinco anos após o encerramento de suas atividades, o Slayer anunciou que retornará à ativa. De surpresa, a banda confirmou duas apresentações em festivais nos Estados Unidos para setembro. Como não havia qualquer sinalização de um possível retorno, a notícia despertou curiosidade no público. 

Por isso, Lisa Holt, esposa do guitarrista Gary Holt, fez questão de defender a iniciativa dos músicos e esclareceu algo importante: não haverá uma turnê, apenas shows pontuais. Pelo Facebook (via Blabbermouth), ela criticou quem espalha comentários de que o marido e seus colegas voltaram com o Slayer por dinheiro ou que estavam mentindo quando decidiram realizar a turnê de despedida “The Final Campaign”, entre 2018 e 2019.

- Advertisement -

Também aproveitou para cutucar quem opina sobre a dinâmica interna da banda sem, de fato, saber o que acontece nos bastidores. Por fim, pediu para os fãs aproveitarem o momento e curtirem os shows anunciados. 

Diz a publicação: 

“Sim, é verdade, o Slayer voltará. Será uma jornada emocionante para a banda e para os fãs! Para todas as pessoas que dizem que ‘eles são mentirosos’, ‘devem ter ficado sem dinheiro’, ‘não é o Slayer se for com essa formação’, eu tenho um conselho para todos vocês: não vá aos shows. E para todas as pessoas que foram às datas finais da turnê e gostaram, isso é incrível. Essa não é uma turnê, são só algumas datas e ótimas notícias. E para todos os que pensam que sabem todas as informações dos bastidores, na verdade, vocês podem não saber. Então aproveitem o fato de que essa banda incrível vai tocar alguns shows incríveis neste ano. Vá aos shows ou não, ninguém liga.”

A volta do Slayer

No dia 22 de setembro, o Slayer sobe ao palco do Riot Fest, evento que acontece em Chicago. Já no dia 27, será a vez do Louder Than Life, em Lousville. Ingressos estão à venda no site oficial do grupo.

Leia também:  Creed realiza primeiro show em nova reunião

Logo após a divulgação das datas, os dois cabeças da banda se manifestaram em um breve comunicado enviado à imprensa. O baixista e vocalista Tom Araya e o guitarrista Kerry King concederam declarações breves, sem entrar em maiores detalhes sobre o que acontecerá nos vindouros shows.

Araya se manifestou primeiro, conforme repercussão do Loudwire:

“Nada se compara aos 90 minutos em que estamos no palco tocando ao vivo, compartilhando essa energia intensa com nossos fãs. E para ser honesto, sentimos falta disso.”

A seguir, King arrematou:

“Senti falta de tocar ao vivo? Com certeza. O Slayer significa muito para nossos fãs e eles significam muito para nós. Já faz quase cinco anos desde que os vimos.”

Kerry King e Tom Araya

Como fica claro, as falas foram bastante frias e minuciosamente calculadas. Em tempos recentes, Kerry explicitou não possuir uma boa relação com o colega. Ele disse à Rolling Stone:

Leia também:  Em SP, festival Mulheres n@ Punk traz shows gratuitos e feira de economia criativa

“Tom e eu nunca estivemos na mesma página. Por exemplo, se eu quisesse um shake de chocolate, ele queria um de baunilha. ‘Kerry, de que cor é o céu?’ Azul. ‘Tom, de que cor é o céu?’ Branco. Somos apenas pessoas diferentes. Quanto mais avançamos em idade, mais isso se tornou real. Ele gosta um pouco de tequila e eu sou uma grande fã de tequila, então tomava minha dose com ele e nos distanciávamos. Não vamos sair juntos nem nada porque somos pessoas muito diferentes. O que nos unia é que fizemos boa música e um ótimo show ao vivo.”

Sendo assim, não surpreende que os dois sequer tenham se falado nos últimos anos.

“Nem mesmo uma mensagem de texto. Nem mesmo um e-mail. Falei com todo mundo da banda por telefone, mensagem de texto ou e-mail. Se Tom me ligasse, eu provavelmente responderia. Dependeria do motivo do contato. Mas não desejo que ele morra neste momento.”

Além dos músicos mencionados, a formação mais recente, que continuará para os vindouros compromissos, inclui Paul Bostaph (bateria) e Gary Holt (guitarra). Ambos confirmaram presença por meio de postagens nas redes sociais.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasEsposa de Gary Holt explica volta do Slayer e defende iniciativa
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades