Paramore acusa deputados do Tennessee de racismo por negar homenagem a cantora negra

Allison Russell e a banda foram premiados na mais recente edição do Grammy, mas só menção ao grupo foi aprovada

A vocalista do Paramore, Hayley Williams, acusou a Câmara dos Representantes do Estado do Tennessee de racismo ao bloquear uma resolução em homenagem à também vencedora do Grammy, Allison Russell. Tanto a banda quanto a cantora foram premiadas na mais recente edição do evento, mas apenas uma menção ao grupo foi aprovada.

A restrição a Allison, de acordo com a frontwoman, partiu dos representantes do Partido Republicano, a quem ela criticou abertamente.

- Advertisement -

Diz a carta aberta enviada ao jornal The Tennessean e repercutida pelo Consequence:

“Esta semana o representante da Câmara, Justin Jones, entrou com resoluções para homenagear minha banda, Paramore, e outra artista local de Nashville, Allison Russell, por nossas vitórias recentes no Grammy (Até onde eu sei, essas resoluções não têm nenhum peso legal. Elas são como um grande ‘toca aqui’, ou como quando o restaurante inteiro se junta para cantar ‘parabéns para você’). Representantes republicanos permitiram que apenas o reconhecimento do Paramore passasse. Eles bloquearam o de Allison.

Para aqueles que não sabem, Allison Russell é uma musicista e compositora incrivelmente talentosa. Sua música abrange gêneros com fortes ligações com a cena folk/americana. Vocês devem tê-la visto no palco do Grammy e se apresentando com a grande Joni Mitchell.

Ah, e ela também é negra. Ela é uma mulher negra brilhante.

O racismo flagrante da nossa liderança estadual é constrangedor e cruel. Eu, assim como o Paramore, continuaremos a encorajar os jovens a comparecerem para votar com a igualdade em mente.

Gostaria de agradecer ao irmão Jones pelo seu firme compromisso com a comunidade.

E agradecer à Allison Russell por usar sua voz e talento artístico para unir as pessoas, ao invés de separá-las. Parabéns pela sua incrível noite do Grammy.

Em nome do Paramore,

feliz Mês da História Negra.”

A banda postou uma declaração adicional em seu Instagram, dizendo:

Leia também:  Quando a ascensão do grunge fez Slash ser alvo de deboche em bar

“O Paramore não aceitará nenhum reconhecimento ou homenagem da TN House até que Allison Russell receba o mesmo reconhecimento.”

A posição dos políticos

O deputado Justin Jones, representante do Partido Democrata e responsável pela proposição, declarou ao jornal:

“Havia duas resoluções no calendário de consentimento naquela noite, uma ao Paramore e outra para Allison Russell. Ambos foram vozes em defesa da justiça, mas apenas a mulher negra queer foi vetada.”

Não houve qualquer manifestação à imprensa do lado republicano.

Paramore e Allison Russell

O Paramore conquistou dois Grammy na edição 2024. A banda faturou a categoria Melhor Álbum de Rock com “This is Why”, além de Melhor Música Alternativa com a faixa-título do trabalho.

Leia também:  Avenged Sevenfold evita que festivais transmitam seus shows e M. Shadows explica razão

Já Allison Russell venceu a categoria Melhor Performance American Roots com “Eve Was Black”. A canção faz parte de “The Returner”, segundo disco de sua carreira, disponibilizado no segundo semestre do ano passado.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasParamore acusa deputados do Tennessee de racismo por negar homenagem a cantora...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades