A condição de Zakk Wylde para gravar músicas novas com o Pantera

Guitarrista não descarta registrar material inédito com os colegas, mas não gostaria que fosse usando o nome da banda

Na última quarta-feira (21), o guitarrista Zakk Wylde participou do Trunk Nation, programa do radialista Eddie Trunk no sistema pago SiriusXM. Atualmente, ele excursiona com o tributo oficial ao Pantera pelos Estados Unidos, tendo o Lamb of God como atração de abertura.

Entre os assuntos discutidos, esteve a possibilidade de a formação, que ainda conta com Phil Anselmo (vocal), Rex Brown (baixo) e Charlie Benante (bateria, também do Anthrax), registrar material inédito.

- Advertisement -

Ele respondeu, conforme transcrição do Blabbermouth:

“Não. Acho que você teria que chamar de outra coisa. Você entende o que quero dizer? Pantera foi aqueles quatro caras. Você não pode substituir isso.”

Em relação à possibilidade de realizar a ideia usando outro nome, tal qual o Black Star Riders fez ao romper com o Thin Lizzy, a questão muda de figura.

Leia também:  Baixista do the GazettE, Reita morre aos 42 anos

“Sim. Se alguma vez cruzássemos essa ponte, poderíamos conferir o resultado chegando lá. Por enquanto, somos apenas nós quatro celebrando o que os caras da formação clássica criaram.”

Zakk ainda ofereceu uma terceira possibilidade para a proposta.

“A menos que fosse apenas material pré-existente e nós iríamos gravá-lo – coisas que estavam em demos ou algo assim, já escritas pela banda original. Caso contrário, teria que ser chamando de outra coisa.”

Tributo ao Pantera

O tributo oficial ao Pantera foi anunciado em julho de 2022. As primeiras apresentações aconteceram na América Latina, no final daquele ano. O quarteto fez dois shows em São Paulo, um no Knotfest e outro com o Judas Priest.

Leia também:  A música com acordes de violão e guitarra mais pesquisados, segundo estudo

A seguir, o grupo sofreu uma série de cancelamento de datas pela Europa, fruto de protestos em função de antigas atitudes racistas do vocalista Phil Anselmo. A mais conhecida delas aconteceu em 2016, no Dimebash, show tributo ao guitarrista Dimebag Darrell, onde o frontman fez uma saudação nazista e gritou um slogan de supremacia branca para a plateia.

Ainda assim, desde então, o grupo se mantém na estrada, especialmente na América do Norte. Paralelamente, os envolvidos prosseguem com seus outros projetos e bandas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasA condição de Zakk Wylde para gravar músicas novas com o Pantera
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades