Documentário sobre Clube da Esquina ganha data de estreia nos cinemas

“Nada Será Como Antes - A Música do Clube da Esquina” detalha a criação do primeiro álbum do projeto, lançado em 1972

Estreia dia 29 de fevereiro o documentário “Nada Será Como Antes – A Música do Clube da Esquina”. Dirigido por Ana Rieper, o filme tem como foco a criação do álbum gravado e lançado em 1972, um dos mais cultuados e importantes da história da música popular brasileira.

O material compila entrevistas, imagens de arquivo e a criação do grupo como trilha sonora e fio condutor da trama. Foram ouvidos Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Wagner Tiso, Toninho Horta, Ronaldo Bastos, Flavio Venturini, Marcio Borges, Murilo Antunes, Tavinho Moura, Nivaldo Ornellas, Robertinho Silva, Novelli, Nelson Ângelo, Luiz Alves, Duca Leal, Telo Borges, Marilton Borges, Paulinho Saturnino, Beto Lopes e Paulo Vilara.

- Advertisement -

A premiere estará disponível em cinemas de Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Niterói (RJ), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP) e Vitória (ES).

Leia também:  A trágica história por trás do filme “Ferrari”, com Adam Driver

A ação faz parte do Sessão Vitrine Petrobras, projeto de apoio ao audiovisual brasileiro. Criada pela Distribuidora Vitrine, a iniciativa ganhou o patrocínio da Petrobras quando relançado no final do ano passado. A ação tem o intuito de levar aos cinemas um longa nacional por mês.

“Grupo de artistas jovens, idealistas, descontraídos e geniais”

Diz a cineasta responsável pela produção em material promocional:

“Construir uma narrativa audiovisual para a música do Clube da Esquina é tocar em uma matéria de sonho. Uma musicalidade complexa, com referências muito diversas, que criou algo inteiramente novo na música brasileira e mundial, abriu, para mim, um universo imenso de possibilidades para este filme. Este poderia ser um filme sobre política, sobre amizade, sobre juventude, sobre a vida de músico, sobre poesia, sobre o Brasil. Todos temas transversais de toda essa obra. E todos temas que estão no filme. 

Mas, desde o início, entendemos que esse deveria ser um filme sobre música. O documentário mergulha no processo de criação artística, as influências, as casualidades algumas vezes pueris que levaram a um resultado mágico, as formas de relação com cada instrumento, as descobertas de caminhos para arranjos e da poética das letras tão inspiradas e originais. Em torno desses elementos o filme se desenvolve, sem abrir mão de contar a história do encontro desse grupo de artistas jovens, idealistas, descontraídos e geniais.”

Um teaser pode ser conferido no player abaixo.

Leia também:  A condição de Zakk Wylde para gravar músicas novas com o Pantera

Sobre o Clube da Esquina

Reunindo músicos, compositores e letristas mineiros, o Clube da Esquina juntou diferentes influências e criou um dos discos mais importantes da história da música popular brasileira, disponibilizado em 1972.

Além da própria MPB e a música tradicional do estado de origem, o trabalho englobava rock progressivo e psicodelia. Um segundo disco ainda seria lançado em 1978.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasDocumentário sobre Clube da Esquina ganha data de estreia nos cinemas
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades