Qual era a opinião de Ronnie James Dio sobre Graham Bonnet

Saudoso vocalista elogiou seu substituto, mas deixou claro que o Rainbow não era mais a banda que ajudou a criar

Em 1979, após três álbuns de estúdio, Ronnie James Dio foi convidado a se retirar do Rainbow. O guitarrista Ritchie Blackmore, líder da banda, almejava o sucesso no mercado estadunidense. Para tal, precisava de uma abordagem mais comercial, tanto em termos sonoros quanto líricos. Com suas referências metálicas e letras fantasiosas, o vocalista havia se transformado em um obstáculo.

O substituto foi Graham Bonnet, cantor com carreira de fortes influências pop e R&B. A parceria durou apenas um disco, “Down to Earth” (1979).

- Advertisement -

O trabalho fez sucesso em terras britânicas, mas não causou o efeito esperado na América do Norte. Some a isso uma série de egos descontrolados, a saída do baterista Cozy Powell e a consequência se tornou inevitável.

Em entrevista logo após sua saída, resgatada pelo canal A Metalhead’s Journey e transcrita pelo Rock and Roll Garage, Dio deixou uma rápida impressão sobre o colega de microfone. Ele disse:

“Não o conheço pessoalmente, mas é um ótimo cantor. Certamente fez um bom trabalho. Mas não acho que esteja escrevendo muito com a banda. Eu me envolvi muito mais nesta parte. Ritchie e eu compusemos a maior parte do material para a banda juntos. Portanto, no caso de Graham, não sei quais são os sentimentos dele. Ritchie provavelmente está mais feliz fazendo isso sozinho, porque ganha mais dinheiro com os direitos de publicação.”

Em 1992, durante a primeira vinda do Black Sabbath ao Brasil, Ronnie falou mais sobre a mudança em bate-papo com os fãs. Conforme o que consta no vídeo, também transcrito pelo Rock and Roll Garage:

Leia também:  O aspecto em que Chris Cornell era melhor do que Dio, segundo Bruce Dickinson

“Richie e eu queríamos que a banda fosse rock and roll com uma atitude clássica. Isso é o que sempre quisemos ser. Mas depois que saí, se tornou a banda que estava fazendo músicas como ‘I Surrender’ e ‘Since You Been Gone’. A partir de então, não fez mais sentido para mim. Não era aquilo de que eu tinha feito parte. Não é a banda que comecei com Richie. Então perdi todo o meu interesse.”

Ronnie James Dio e Graham Bonnet

Curiosamente, Ronnie James Dio e Graham Bonnet chegaram a se encontrar ao menos uma vez. Em 2021, o segundo citado compartilhou uma foto dos dois, tirada em um hotel de Hollywood. Na legenda da postagem do Facebook (que pode ser vista aqui), ele escreveu:

“Aqui está uma foto legal de Ronnie e eu em um hotel de Hollywood, sentados ao redor da piscina, conversando sobre Rainbow e rock em geral. Gostaria que ele ainda estivesse por perto para ver quanta influência teve em tantos cantores de tantos gêneros. Era um cara adorável com um coração de ouro.”

Sobre Graham Bonnet

Nascido em Lincolnshire, Inglaterra, Graham Bonnet teve carreira como cantor pop e de jingles nos anos 1970, além de alguns trabalhos como ator. No final da década, substituiu Ronnie James Dio no Rainbow. Gravou o álbum “Down To Earth”, fez a turnê e saiu.

Leia também:  Lollapalooza multa artistas por shows cancelados? Diretora responde

Após breve passagem pelo Michael Schenker Group, formou o Alcatrazz. A banda contou com Yngwie Malmsteen e Steve Vai entre seus guitarristas. Ainda gravou com Impellitteri, Blackthorne, Anthem e Forcefield, entre outros.

Atualmente comanda a Graham Bonnet Band. O álbum mais recente, “Day Out In Nowhere”, saiu em 2022. Também prepara o retorno de sua formação do Alcatrazz, enquanto os instrumentistas seguiram com Doogie White nos vocais – curiosamente, outro ex-Rainbow.

Sobre Ronnie James Dio

Nascido em Portsmouth, estado americano de New Hampshire, Ronald James Padavona começou a carreira musical em 1957 com o Vegas Kings. O primeiro trabalho de repercussão foi com o ELF, que chegou a abrir para o Deep Purple.

Após ser notado pelo guitarrista Ritchie Blackmore, integrou o Rainbow em seus primeiros discos. Foi convidado a se retirar quando não concordou com a guinada comercial do grupo.

A seguir, se juntou ao Black Sabbath, substituindo Ozzy Osbourne. Lançou três discos e se reuniu com a banda em 1992 – além de um retorno com o nome Heaven And Hell e mais um álbum.

Em 1983 lançou a banda que usou seu nome artístico. O primeiro trabalho, “Holy Diver”, é o mais vendido de toda sua carreira.

Morreu em 16 de maio de 2010, vitimado por um câncer estomacal.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQual era a opinião de Ronnie James Dio sobre Graham Bonnet
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades