A música que Ozzy Osbourne compôs sobre sua saída do Black Sabbath

Presente no primeiro álbum solo do Madman, “Blizzard of Ozz”, balada ganhou apelo até mesmo junto a público alheio ao rock

“Goodbye to Romance” representou um suave momento pop dentro do elaborado “Blizzard of Ozz” (1980), debut solo de Ozzy Osbourne. Criada a partir de uma melodia cantarolada pelo Madman, a canção ganhou uma estrutura real de música a partir dos esforços do guitarrista Randy Rhoads e do baixista Bob Daisley.

Ao contrário do que muitos possam imaginar, a letra não tem a ver com um rompimento de relação interpessoal, apesar de contar com algumas alusões e figuras de linguagem que possam sugerir. O principal mote está no fato de seu intérprete ter sido demitido do Black Sabbath pouco tempo antes.

- Advertisement -

Em depoimento ao Songfacts, resgatado pelo Far Out Magazine, Daisley ofereceu um panorama sobre o momento da criação, a primeira da parceria.

“Foi bastante fácil trabalhar com Ozzy. Ele ficou um pouco deprimido no início, porque tinha acabado de ser demitido do Black Sabbath. Não tinha certeza da própria capacidade. Isso realmente prejudicou sua confiança.”

Ozzy, Beatles e Everly Brothers

A inspiração da melodia de “Goodbye to Romance” está nos Beatles, como o próprio Ozzy já mencionou. Quanto ao título, foi baseado em “Bye Bye Love”, dos Everly Brothers, que conta com o trecho: “She was my baby till he stepped in / goodbye to romance that might have been”.

Leia também:  As dicas de Tom Morello para se tornar um guitarrista melhor

Em sua biografia, “Eu Sou Ozzy”, o cantor credita o mérito do desenvolvimento a Randy Rhoads, propositalmente deixando o desafeto Bob de lado.

“Eu estava andando pela casa um dia, cantando essa melodia que há meses estava na minha cabeça, e Randy perguntou: ‘Essa música é sua ou dos Beatles?’ Respondi: ‘Oh não, não é nada, só essa coisa que não sai da minha cabeça’. Mas ele me fez sentar e trabalhamos nela. Era alguém incrivelmente paciente – não fiquei surpreso quando soube que sua mãe era professora de música. Foi a primeira vez que me senti um verdadeiro parceiro na hora de compor.”

A canção foi uma das quatro gravadas na demo original da banda, que se completava com Lee Kerslake na bateria. O tecladista Don Airey, então membro do Rainbow, participou do processo de criação como convidado.

Leia também:  O lado do Led Zeppelin que Bruce Dickinson não gostava

Ozzy Osbourne e “Blizzard of Ozz”

Lançado em 20 de setembro de 1980, “Blizzard of Ozz” vendeu mais de 4 milhões de cópias só nos Estados Unidos. Também chegou ao Top 10 na parada britânica. Músicas como “Crazy Train”, “I Don’t Know”, “Suicide Solution” e “Mr. Crowley” se tornaram indispensáveis nas turnês posteriores.

Inicialmente, a ideia era de que o nome do disco fosse maior que o do cantor na capa, dando a entender que se tratava de uma banda. Porém, a gravadora e empresários pensaram diferente e deram destaque ao protagonista, o que criou tensões internas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA música que Ozzy Osbourne compôs sobre sua saída do Black Sabbath
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades