As 3 bandas contemporâneas do Nirvana que Kurt Cobain dizia desprezar

Vocalista e guitarrista criticou Pearl Jam e Alice in Chains por “traírem o movimento hair metal” para faturar com o estouro do grunge

Quando você passa a acompanhar entrevistas e declarações de Kurt Cobain em seu curto espaço de tempo nos holofotes, dá para reparar que o líder do Nirvana era uma figura extremamente ácida e sem papas na língua. Praticamente ninguém escapou de seu olhar crítico, mesmo aqueles pelos quais o vocalista e guitarrista nutria certa admiração.

Agora imagine quando ele não gostava de verdade? Foi o que experimentaram três bandas mencionadas durante entrevista de 1992 ao BigO, registrada pelo Live Nirvana e repercutida pelo Far Out Magazine. A primeira foi o Nymphs, banda da cena alternativa oitentista, fundada em Los Angeles.

- Advertisement -

A grande surpresa veio em relação às outras duas, que eram ninguém menos que Alice in Chains e Pearl Jam. O motivo? Cobain as considerava “vendidas”, por terem aproveitado o levante do grunge e redirecionado suas carreiras, após o início voltado ao hard rock da década anterior, o popular hair metal. Ele disse:

“Há algumas bandas que eu absolutamente desprezo e não tenho medo de nomeá-las. São The Nymphs, Alice in Chains e principalmente o Pearl Jam. Suas carreiras são voltadas apenas para o objetivo de ganhar muito dinheiro. Fomos injustamente agrupados com eles. Mas, em última análise, é a música, os fãs reconhecerão que é uma porcaria.”

Nirvana e “Smells Like Teen Spirit”

O líder do Nirvana foi então questionado se essa ideia ia contra a proposta central do maior sucesso da banda, “Smells Like Teen Spirit”, que era sobre jovens não terem opiniões. Ele respondeu:

“Não estou apontando o dedo para os garotos, isso vai me fazer parecer uma figura paterna. Não se trata de dizer quem está certo e quem está errado. Há uma frase que diz: ‘É divertido perder e fingir, tentar mesmo sabendo que vai perder. Porque a parte divertida é a parte da tentativa, e quando você perde, você pode fingir’.”

O big four do grunge

Não foi a única vez que Kurt direcionou sua mira às bandas que representavam a cena de Seattle – ele concordasse ou não. No mesmo ano, ele disse à Flipside (resgate do Whiplash) sobre as outras integrantes do “big four do grunge”:

Leia também:  A trágica história por trás do filme “Ferrari”, com Adam Driver

“Não posso falar do Soundgarden, pois os conheço pessoalmente e gosto muito deles, mas tenho sentimentos muito fortes com relação ao Pearl Jam, ao Alice in Chains e a bandas assim. Obviamente, (essas bandas) são só fantoches corporativos que estão tentando entrar para o movimento alternativo – e nós estamos sendo agrupados nessa mesma categoria.”

Sobrou até uma alfinetada na mudança visual pela qual os grupos em questão passaram.

“Eles estiveram na cena do rock de spray de cabelo / cock-rock (trocadilho em referência às letras consideradas machistas dessas bandas) por anos. De repente, pararam de lavar o cabelo e começaram a usar camisas de flanela. Não faz sentido para mim. Há bandas saindo de Los Angeles para morar em Seattle e falando que moraram em Seattle a vida toda para conseguir contratos com gravadoras. Isso me ofende.”

Um ano depois, em 1993, ao conceder entrevista à Rolling Stone, Kurt Cobain reconheceu que se excedeu um pouco em seus comentários à Flipside. Ele disse que não mudou sua opinião sobre o som do Pearl Jam, mas que deveria ter criticado a gravadora deles, Epic, não os artistas.

Curiosamente, a polêmica fez com que Cobain se tornasse amigo do vocalista do Pearl Jam, Eddie Vedder.

“Nunca houve briga entre nós. Eu os critiquei por não gostar da banda. Não conhecia Eddie na época. Foi culpa minha. Eu deveria ter criticado a gravadora em vez deles. Eles foram comercializados, provavelmente não contra a vontade deles, mas sem que eles tenham percebido que estavam sendo empurrados para o movimento grunge.”

Por fim, Kurt deixou claro que sentia certa empatia pelo Pearl Jam.

Leia também:  Como o Scorpions renasceu em “Lovedrive” após descobrir fórmula do sucesso

“Exceto por eles não desafiarem tanto seu público quanto fizemos com nosso novo álbum (‘In Utero’, de 1993). Eles são uma banda de rock segura. É uma banda de rock muito agradável que todos gostam. (Risos) Meu Deus, tenho frases muito melhores na cabeça do que essa.”

Sobre Kurt Cobain

Kurt Cobain nasceu em Aberdeen, Washington, no dia 20 de fevereiro de 1967. Ficou conhecido mundialmente pelo sucesso meteórico com o Nirvana, banda mais popular do movimento grunge.

Iniciou trajetória na cena musical de Seattle por meio do amigo de colegial Buzz Osbourne, vocalista e guitarrista do Melvins. Aos 18 anos formou a primeira banda da carreira, Fecal Matter que ficou ativa por um curto período.

Em 1987, ao lado de Krist Novoselic, formou o Nirvana. Nos primeiros anos de atividade, o projeto atingiu amplo reconhecimento na região de Seattle com sua sonoridade bastante apoiada pelo punk rock.

A consagração mundial veio com o seu segundo álbum, “Nevermind” (1991), que se tornou um dos discos mais vendidos de todos os tempos. O material apresentou hits como “Smells Like Teen Spirit”, “In Bloom”, “Come As You Are” e “Lithium”. 

Em paralelo ao sucesso, enfrentou a depressão e a dependência química. Os problemas foram amplamente explorados pela mídia, assim como o relacionamento problemático com Courtney Love. Em constante conflito com a fama e o vício, cometeu suicídio no dia 5 de abril de 1994, aos 27 anos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesAs 3 bandas contemporâneas do Nirvana que Kurt Cobain dizia desprezar
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades