Black Sabbath gravaria álbum ao vivo em 1977, mas projeto acabou cancelado

Registro feito a partir de quatro apresentações da Technical Ecstasy Tour chegou a ser mixado mas nunca viu a luz do dia

O fim da década de 1970 não foi um período fácil na carreira do Black Sabbath. Em meio a crises internas e ao declínio comercial, o grupo caiu na estrada com a Technical Ecstasy Tour que, em sua passagem pelos Estados Unidos, rendeu a gravação de um álbum nunca lançado. 

Em fevereiro de 1977, o grupo fez o registro de quatro apresentações com a intenção de lançar um álbum ao vivo. O projeto passou pelo processo de mixagem entre abril e maio do mesmo ano, mas foi engavetado por um motivo não revelado. Com isso surgiram em fóruns de fãs, duas teorias que podem explicar a decisão do grupo.

- Advertisement -

A primeira diz que o lançamento estava previsto para novembro de 1977, mês que Ozzy Osbourne deixou o Sabbath. O frontman voltou dois meses depois, mas sua ausência criou algumas burocracias que impediram que o trabalho visse a luz do dia. 

A segunda teoria levantada é de que a qualidade das gravações ficou baixa por conta de vazamentos dos canais individuais, o que levou os músicos a não gostarem do resultado da mixagem. Essa explicação seria válida, já que o cronograma de lançamento da banda tinha espaço, tendo em vista o buraco que o atraso na produção de “Never Say Die!” (1978) causou. 

Leia também:  Quando The Doors foi acusado de plágio pelo The Kinks e pagou por “inspiração”

Saindo da teoria, a existência do projeto foi citada em jornais que cobriram os shows gravados, e trechos de algumas dessas publicações – disponíveis no Reddit – dão detalhes sobre o álbum. Em um recorte sobre a passagem do grupo por Springfield, o empresário Ernest Chapman teria revelado os planos do registro, que exigiu a contratação de um músico auxiliar. 

“Chapman indica que o show de Springfield estivesse sendo gravado e que partes do show podem ser usadas no próximo álbum ao vivo do grupo. Gerald Woodruffe, que toca teclado, foi uma adição recente ao grupo de quatro músicos apenas para os propósitos da turnê, e para ajudar a reproduzir as músicas para o álbum.”

Uma ficha de mixagem também está disponível no Reddit. Nela são citadas “N.I.B”, “Paranoid” e “Children of the Grave”, músicas que possivelmente fariam parte da tracklist do trabalho. 

A discografia ao vivo do Black Sabbath

Mesmo engavetado, o projeto foi o pontapé inicial para a uma série de álbuns ao vivo lançados pelo Black Sabbath ao longo das décadas. “Live Evil”, de 1982, marcou a estreia oficial dessa modalidade de registro na discografia do grupo. Aqui, o termo “oficial” é crucial já que em 1980 “Live at Last” foi lançado sem a autorização dos músicos, que em 2002 relançaram o registro. 

Leia também:  Napalm Death confirma 9 shows no Brasil em outubro

Em meio a sete álbuns ao vivo, “Reunion”, de 1998, obteve o melhor desempenho comercial. O registro – feito durante a reunião da formação original em dezembro de 1997 – entrou para as principais paradas da América do Norte e rendeu ao Black Sabbath o primeiro Grammy de sua carreira pela versão ao vivo do hit “Iron Man”.

Vale destacar que há 67 municípios com o nome Springfield nos Estados Unidos. Até por isso, foi a denominação escolhida por Matt Groening para o local onde os Simpsons moram, visando criar uma identificação/associação com o público. Aparentemente, a aqui mencionada fica no Tennessee.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesBlack Sabbath gravaria álbum ao vivo em 1977, mas projeto acabou cancelado
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades