Queen não está envolvido em remoção de vídeos de fãs em shows, diz Brian May

Guitarrista garante estar em contato com a Universal e o YouTube para tentar resolver a questão

Em seu perfil no Instagram, Brian May assegurou aos fãs que não está por trás – assim como nenhum de seus colegas – do recente aumento nos avisos de direitos autorais emitidos contra vídeos de shows do Queen + Adam Lambert postados no YouTube e outras plataformas de mídia social.

Nesta segunda-feira (18), o guitarrista compartilhou uma captura de tela com a mensagem de uma fã que afirma ter recebido um “strike” da gravadora Universal e do YouTube por conta de ter postado vídeos que registrou em um show no seu canal na plataforma.

- Advertisement -

A usuária escreveu:

“Oi pessoal, parece que a Universal e o YouTube estão caçando todos que postam vídeos de shows do Queen e Adam. Recebi um aviso e excluí a maioria dos meus. Tomem cuidado!”

Brian compartilhou a mensagem e declarou:

Leia também:  Linkin Park anuncia música inédita com vocais de Chester Bennington

“Estou observando isso há alguns dias, muito preocupado. Pedi à nossa administração que investigasse e tentasse descobrir se há uma razão para o Instagram e a Universal de repente se tornarem tão draconianos. A decisão de retirar esses vídeos certamente não partiu de nós, da banda. Esperamos obter uma resposta em breve. Enquanto isso, tenha muito cuidado e lamento que vocês, pessoas boas e de intenções gentis, tenham sido colocados nesta posição.”

YouTube e o “strike”

Desde 2007, o YouTube fornece um programa que permite aos detentores de direitos autorais monitorar vídeos musicais feitos por fãs. A ação permite que artistas e gravadoras possam derrubar ou adquirir a monetização do material para si, além de poder usar os registros para divulgação.

Leia também:  Conception cancela show em Curitiba e confirma nova data em SP

Queen + Adam Lambert

O Queen + Adam Lambert finalizou recente a segunda perna norte-americana da “Rhapsody Tour”. Em fevereiro do ano que vem, a excursão será retomada com shows na Ásia.

Até o momento, o grupo faturou mais de US$ 150 milhões com as 63 apresentações do giro, que teve início ainda antes da pandemia, em 2019.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasQueen não está envolvido em remoção de vídeos de fãs em shows,...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades