A fortuna que Taylor Swift embolsou só do Spotify em 2023

Líder mundial da retrospectiva anual irá arrecadar mais do que qualquer outro artista na história da plataforma

Taylor Swift superou seus pares musicais ao ser nomeada a artista mais ouvida do Spotify em 2023. De acordo com dados da própria plataforma, a artista acumulou 26,1 bilhões de streams globalmente, superando nomes como o anterior “tricampeão” Bad Bunny, The Weeknd, Drake e Peso Pluma.

Não foi exatamente uma surpresa, considerando o sucesso contínuo de seu álbum do final de 2022, “Midnights”, bem como duas regravações no topo das paradas: “Speak Now” e “1989”, o último tendo acumulado impressionantes 375,49 milhões de plays apenas em sua primeira semana online.

- Advertisement -

O ano de Swift no Spotify supera qualquer artista nos 15 anos desde o lançamento do aplicativo. Para efeito de comparação, quando Bad Bunny foi anunciado como o vencedor nos três anos anteriores, ele teve 18,5 bilhões de streams em 2022, 9,1 bilhões em 2021 e 8,3 bilhões em 2020. Mas e financeiramente, como isso afeta a carreira da popstar?

Leia também:  Com o “ingrediente” que faltava, Men at Work encorpa seu rodízio de hits em SP

De acordo com a calculadora de royalties da Billboard, os 26,1 bilhões de streams de Swift equivalem a cerca de US$ 97 milhões em royalties de músicas gravadas. E o ano ainda nem acabou. Ao estimar o total até dezembro, esse número aumentaria para 27,2 bilhões, totalizando US$ 101 milhões apenas do Spotify. Adicione a receita editorial e a obra de Swift terá arrecadado cerca de US$ 131 milhões.

Obviamente, o número cresce se contabilizarmos streams sob demanda em todas as plataformas – incluindo Apple Music, YouTube Music e Amazon Music. Assim, a Billboard estima que o catálogo da cantora acumulou um total de 38,3 bilhões de streams em 2023, totalizando cerca de US$ 160 milhões. Com a publicação, a receita total chega perto de US$ 200 milhões.

Leia também:  Internautas brincam ao imaginar como será filme sobre Ringo Starr

Recentemente, Taylor finalizou a parte latino-americana da turnê “The Eras”. O Brasil recebeu seis apresentações, divididas entre Rio de Janeiro e São Paulo. A primeira data em terras cariocas ficou marcada pela morte de uma fã, além de milhares outros passando mal devido ao calor intenso.

O ocorrido fez com que o governo federal intervisse e adotasse uma série de medidas emergenciais. A principal delas foi a obrigatoriedade de fornecimento de água gratuitamente ao público em shows de grande porte.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasA fortuna que Taylor Swift embolsou só do Spotify em 2023
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades