A curiosa razão pela qual Billie Joe Armstrong não gosta de Pink Floyd

Líder do Green Day considera a banda de Roger Waters e David Gilmour muito “enrolada” para o seu gosto

Não é nenhuma surpresa o fato de que as principais influências de Billie Joe Armstrong estejam no punk rock. O vocalista e guitarrista do Green Day também já declarou ter buscado referências no hard rock e heavy metal – incluindo uma menção a Randy Rhoads e sua fugaz passagem pela banda de Ozzy Osbourne.

Porém, ninguém consegue absorver todo tipo de música – aquele seu amigo que diz gostar de tudo está mentindo, tenha certeza. No caso do frontman, este espaço pertence a uma das maiores bandas da história do Reino Unido.

- Advertisement -

Em depoimento resgatado pelo Far Out Magazine, ele confessou:

“Eu nunca gostei de Pink Floyd, nunca. Para mim, o Pink Floyd sempre foi o melhor exemplo de enrolação sonora. Sou muito impaciente para esse tipo de coisa.”

Isso não quer dizer que o músico não compreenda o tamanho da banda de Roger Waters e David Gilmour.

Leia também:  Tarja reflete sobre nova relação com Marko Hietala, ex-colega de Nightwish

“Mesmo assim, tenho um enorme respeito pelo Pink Floyd enquanto banda. Sem eles, não poderíamos ter feito um disco como ‘American Idiot’.”

Billie Joe Armstrong, Pink Floyd e The Who

Se for para buscar uma referência inglesa, Billie Joe Armstrong prefere mencionar Pete Townshend. O guitarrista do The Who o ensinou muito sobre como compor.

“Amo como ele construiu a ópera ‘Tommy’. ‘A Quick One While He’s Away’ é outra em que me baseei na hora de escrever ‘Jesus of Suburbia’. O Green Day sempre veio desse lado power pop, seja The Who, Cheap Trick ou The Jam.”

O novo álbum “Saviors”

Recentemente o Green Day confirmou o lançamento do seu novo álbum de estúdio, “Saviors”, para o dia 19 de janeiro de 2024, via Reprise/Warner Records e distribuição nacional da Warner Music Brasil. O trabalho é o 14º de inéditas da carreira da banda.

Leia também:  A dura crítica que Mike Dirnt (Green Day) fez ao Blink-182

As gravações foram realizadas em Londres e Los Angeles. A produção ficou a cargo de Rob Cavallo, que assinou a função em “Dookie” (1994) e “American Idiot” (2004).

Sobre o Green Day

Fundado em 1987 na Califórnia, o Green Day se tornou um dos principais nomes da geração que promoveu um revival do punk rock na década seguinte.

Até hoje, a banda vendeu cerca de 90 milhões de cópias dos seus discos em todo o planeta. Também conta com 20 indicações ao Grammy, tendo conquistado a estatueta em 5 ocasiões.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA curiosa razão pela qual Billie Joe Armstrong não gosta de Pink...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades