Geezer Butler e Ozzy Osbourne quase pediram que “Paranoid” fosse descartada

Músicos acharam que maior clássico do Black Sabbath lembrava demais uma música do Led Zeppelin

Como muitos fãs sabem, “Paranoid” foi uma música criada de última hora que deu tão certo que acabou se tornando a faixa-título do segundo álbum do Black Sabbath – inicialmente intitulado “War Pigs”, em referência a outra de suas composições. Não apenas isso, como ela se tornou a obra mais conhecida da banda em toda a sua carreira, um clássico instantâneo do rock e do metal.

Mesmo assim, os próprios integrantes da banda não tinham tanta certeza de sua qualidade no começo. Em entrevista à Classic Rock, o baixista Geezer Butler relembrou a reação quando o guitarrista Tony Iommi mostrou o que havia conseguido improvisar sob pressão.

“Ozzy e eu achamos que ela lembrava demais ‘Communication Breakdown’, do Led Zeppelin. Eles eram nossos amigos, amávamos o primeiro disco que gravaram. Costumávamos ouvi-lo enquanto fumávamos maconha. Quando Tony nos mostrou o riff, nos olhamos e pensamos ‘não podemos fazer isso’. O fato de ter se tornado um grande sucesso para nós – e agora é provavelmente nossa música mais conhecida – diz tudo, na verdade.”

- Advertisement -

Hoje, o músico entende que é natural fazer algo que possa lembrar o que já foi feito por outro artista.

“Essa é a coisa do rock’n’roll, todo mundo faz isso, especialmente quando são jovens e estão apenas começando. É colocar seu próprio selo que conta. E o Sabbath certamente fez isso depois.”

O sucesso de “Paranoid” levou o grupo às paradas, algo que eles jamais imaginavam.

“Nós nos sentíamos como traidores. Não estávamos tentando atrair os garotos que assistiam ao ‘Top of the Pops’ (histórica atração televisiva musical da BBC). Fomos ao programa e nos sentíamos tão deslocados. E nos shows começamos a ouvir muitos jovens e crianças gritando. Quando ouviram nossas outras coisas, provavelmente se borraram de medo e saíram correndo.”

Black Sabbath e o álbum “Paranoid”

“Paranoid”, o álbum, se tornou o mais vendido da carreira do Black Sabbath, superando 12 milhões de cópias comercializadas. Chegou ao topo da parada britânica, feito que a banda repetiria apenas 43 anos mais tarde, com “13”.

Leia também:  O que Tony Iommi pensa sobre ideia de show final do Black Sabbath com Bill Ward

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesGeezer Butler e Ozzy Osbourne quase pediram que “Paranoid” fosse descartada
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades