Sincerão: Nicolas Cage conta por que fez tantos filmes ruins recentemente

Ator passou a aceitar qualquer tipo de trabalho por conta de uma dívida milionária que acumulou

Qualquer pessoa que acompanha o mercado cinematográfico sabe que de alguns anos para cá, Nicolas Cage passou a participar de filmes considerados ruins, isso após anos trabalhando em longas elogiados pela crítica. Agora, o ator foi sincero ao explicar por que sua carreira seguiu este rumo.

Para o programa “60 Minutes”, do canal americano CBS (via Consequence), Cage revelou que, anos atrás, acumulou uma dívida de US$ 6 milhões. O valor era fruto da famosa crise econômica mundial de 2008, que começou após a quebra do mercado imobiliário americano.

“Investi demais no setor imobiliário. Não foi tudo porque gastei 80 dólares em um polvo. O setor imobiliário quebrou e não consegui fugir a tempo. Paguei todos que devia e foi em torno de uns US$ 6 milhões. Eu nunca declarei falência.”

- Advertisement -

Ao ser questionado pelo apresentador se esse foi um “período sombrio” de sua vida, Cage concordou e disse que a dívida o forçou a aceitar qualquer tipo de trabalho – mas ainda se mostrou grato por ter suas oportunidades.

“Foi sombrio, sim. O trabalho sempre foi meu anjo da guarda. Podem não ter sido os melhores, mas ainda eram trabalhos. Mesmo se o filme fosse definitivamente péssimo, sabiam que não estaria fingindo, que me preocuparia sempre”

Motivação para Nicolas Cage

Em entrevista anterior para a revista GQ (via New York Post), Nicolas Cage assumiu que precisava encontrar algo que o motivasse a gravar a maior parte destes filmes considerados ruins.

“Quando passei a gravar quatro filmes por ano, um atrás do outro, eu tinha de encontrar algo neles para que pudesse fazer meu melhor. Eles não funcionaram, todos não funcionaram. Alguns poucos foram bons, como ‘Mandy’, mas outros não deram certo.”

Volta à boa forma?

Nesta quinta-feira (27), estreia no Brasil o filme “Renfield”, sobre o personagem homônimo, servo do Conde Drácula. O papel principal é assumido por Nicholas Hoult (o Fera dos filmes dos X-Men), enquanto Nicolas cage rouba a cena como o famoso vampiro.

Leia também:  Por que Marko Hietala diz entender falta de contato com ex-colegas do Nightwish

Com alguns flashbacks, a trama se passa no presente. Depois de décadas servindo Drácula, Renfield começa a se dar conta de como seu mestre é controlador e de como não tem nenhuma voz em sua própria vida. Ser imortal e ganhar poderes ao ingerir insetos não parece muito vantajoso quando você é pouco mais do quem escravo.

Resultado: ele começa a frequentar reuniões de um grupo de pessoas codependentes e, pouco a pouco, vai reconquistando o controle de sua vida, no caminho conhecendo a policial Rebecca (Awkwafina), que se torna sua aliada. É claro que Drácula não aceita a independência de Renfield, e acaba se aliando aos mafiosos locais, os Lobos, liderados por Bellafrancesca (Shohreh Aghdashloo) e Teddy (Ben Schwartz).

Leia também:  A bizarra morte de Brandon Lee, durante filmagens de “O Corvo”

Clique aqui para ler crítica sobre o filme.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasSincerão: Nicolas Cage conta por que fez tantos filmes ruins recentemente
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades