Phil Anselmo e Rex Brown se reunirão para turnê celebrando o Pantera

Ainda não há informações sobre músicos responsáveis por acompanhar a dupla, que já se reuniu em eventos esporádicos nos últimos tempos

De acordo com a Billboard, o vocalista Phil Anselmo e o baixista Rex Brown, membros remanescentes da formação clássica do Pantera, realizarão uma turnê em 2023 celebrando a história da banda. A Artist Group International será responsável pela agenda norte-americana, com os empresários Dennis Arfa e Peter Pappalardo assumindo a linha de frente das negociações.

Por hora, não há informações sobre os músicos que acompanharão a dupla. O guitarrista Dimebag Darrell foi assassinado em 2004, durante show do Damageplan. Seu irmão, o baterista Vinnie Paul, morreu no ano de 2018, vitimado por um ataque cardíaco.

Phil e Rex chegaram a se reunir em eventos esporádicos nos últimos tempos, mas não em uma turnê completa.

Sobre o Pantera

Fundado em 1981 na cidade de Arlington, Texas, o Pantera teve um começo de carreira focado no hard rock/heavy metal que fazia sucesso à época. Com o tempo, a banda foi modificando seu estilo e se reformulou em definitivo a partir de seu quinto álbum, “Cowboys From Hell” – que os próprios passaram a tratar como disco de (re)estreia, apagando o passado.

O grupo se tornou um dos mais bem-sucedidos dos anos 1990, vendendo cerca de 20 milhões de discos em todo o planeta. Divergências dos irmãos com Anselmo determinaram um afastamento inicial que acabou levando ao encerramento das atividades na virada do século. Os músicos nunca se reuniram e passaram os anos seguintes se atacando publicamente.

Após o assassinato de Darrell, Vinnie deixou claro que os ataques públicos feitos por Phil incitaram comportamentos violentos de parte dos fãs. Com isso, os dois nunca mais tiveram contato.

Controvérsias de Phil Anselmo

Em 2016, durante o Dimebash, evento que celebrava a obra do guitarrista, Phil Anselmo fez uma sieg heil – a saudação usada pelos nazistas – e gritou “White power (poder branco) em pleno palco, o que fez com que boa parte da cena lhe virasse as costas.

Não foi a única vez. Há registros de Anselmo fazendo o mesmo em um show na Coreia do Sul em 2001, além de uma série de discursos pregando supremacia branca em diferentes momentos da carreira.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
35
Share