Foto: divulgação

Dave Mustaine diz que perdoa David Ellefson: “só não vou tocar mais com ele”

Baixista foi demitido da banda em 2021 após vazamento de vídeos e trocas de mensagens de cunho sexual com fã

O vocalista e guitarrista do Megadeth, Dave Mustaine, voltou a abordar a demissão do baixista David Ellefson, agora de forma menos evasiva, em entrevista à Metal Hammer. Ellefson foi dispensado da banda em maio de 2021 após o vazamento de vídeos e trocas de mensagens de cunho sexual com uma fã.

Deixando claro que não é uma pessoa isenta de equívocos, Mustaine disse compreender a situação de seu parceiro de décadas. Porém, destacou que a atitude dele compromete todo um ecossistema que envolve vários profissionais e suas famílias.

“Eu mesmo cometi erros e sei como é ter pessoas te detonando. Mas o Megadeth tem muitas partes envolvidas. Os quatro integrantes da banda têm suas famílias, os empresários, as agências, todos os seus técnicos e assim por diante. Tomei decisões no passado que foram prejudiciais para a saúde da banda e sei o mal que isso causou. Mas não quero dizer nada sobre alguém que não pode se defender agora.”

O frontman admite que é difícil falar sobre o assunto, mas declara perdoar o ex-colega pela situação.

“Deus, é tão difícil falar disso. Foi uma decisão difícil que teve que ser tomada. Havia muitas pessoas envolvidas e eu tive que tomar uma decisão, porque, infelizmente, quando você é o líder, é você que tem que aguentar e encarar a situação.

Eu só queria encerrar tudo rapidamente sem ferir ninguém, sejam os fãs ou ele mesmo. Só queria seguir em frente e espero que o cavalheiro em questão esteja bem. […] Também foi difícil para mim quando perdi meu emprego. Mas eu o perdoei antes quando ele me processou (nota do editor: Ellefson entrou com uma ação contra Mustaine em 2004, alegando que ele devia milhões em royalties pendentes; o caso foi arquivado) e vou perdoá-lo mil vezes. Simplesmente só não vou mais tocar com ele.”

David Ellefson, Megadeth e “The Sick, the Dying… and the Dead!”

Como resultado da demissão, David Ellefson teve suas partes apagadas do novo disco do Megadeth, “The Sick, the Dying… and the Dead!”, sendo substituído por Steve Di Giorgio em estúdio e James LoMenzo como membro em tempo integral. O álbum, décimo-sexto da carreira da banda, sai dia 2 de setembro.

O tracklist do trabalho conta com 14 faixas e participações de Sammy Hagar (Van Halen, Montrose, Chickenfoot, The Circle) e Ice-T (Body Count). Além de Mustaine e LoMenzo, a formação atual conta com o guitarrista Kiko Loureiro e o baterista Dirk Verbeuren.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
6
Share