Ozzfest é “o evento menos afro-americano” fora curling olímpico, diz Will Smith

Ator relatou suas impressões sobre festival comandado por Ozzy e Sharon Osbourne quando banda de sua esposa, Jada Pinkett Smith, se apresentou no evento

Com a recente agressão cometida contra Chris Rock na cerimônia do Oscar, a vida de Will Smith voltou a figurar sob as lentes da mídia e do público. Até mesmo sua biografia “Will”, publicada em novembro passado, foi objeto de novas leituras – talvez buscando algo no passado que pudesse ser relacionado à ação intempestiva.

Uma das situações descritas no livro foi a participação da banda de sua esposa, Jada Pinkett Smith, no Ozzfest 2005. A atriz também é vocalista do Wicked Wisdom, que foi chamado para integrar o cast do festival itinerante. A situação deixou o astro de Hollywood – que também possui carreira exitosa na indústria musical – apreensivo.

“Ozzfest… com todos os tipos de metal, thrash, industrial, hardcore punk, deathcore, metalcore, post-hardcore, alternativo, death, gótico e nu. Sharon Osbourne viu a banda de Jada e gostou. Elas se tornaram amigas, o que colocou o Wicked Wisdom no cast no verão de 2005.

Ozzfest é o evento menos afro-americano fora aquela coisa de vassoura e disco de hóquei que fazem nas olimpíadas de inverno (curling). Perguntei a ela: ‘querida, você tem certeza que não quer fazer um pouco de R&B?’ Perguntei baixinho, mas com força. ‘Metal é a música que eu sinto’, Jada respondeu suavemente, mas com força. Então pegamos nossos filhos e seguimos pela estrada de tijolos pretos para a terra de Ozz.”

Wicked Wisdom após o Ozzfest

A repercussão acabou sendo mais positiva do que a imaginada por Will Smith. O Wicked Wisdom foi convidado para abrir a turnê seguinte do Guns N’ Roses. Infelizmente, por conta de outros compromissos profissionais da família, Jada não pôde aceitar. Mesmo assim, o marido se sentiu orgulhoso.

“Ozzfest é um público purista. O que começou como ceticismo e rejeição, a cada show foi transformado primeiro em silêncio e, finalmente, em respeito… a aparição de Jada foi tão bem-sucedida que o Guns N’ Roses perguntou se a banda queria abrir para eles em sua próxima turnê.”

À época, o Wicked Wisdom só tinha um disco lançado: “My Story”, de 2004. No ano seguinte, sairia o álbum homônimo. A banda encerrou atividades na sequência, retomando em 2021.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
9
Share