Por que Roberto Carlos recusou o Rock in Rio tantas vezes, segundo Roberto Medina

O Rock in Rio é o maior festival de música brasileiro e extrapolou as fronteiras de nosso país. Mas o que será que seu idealizador, Roberto Medina, ainda não conseguiu? Segundo o colunista Gilberto Amendola, do Direto da Fonte, coluna publicada no jornal O Estado de S. Paulo, um dos maiores sonhos do empresário é trazer Roberto Carlos para seu festival.

O convite ao “Rei” é feito a cada edição, desde a primeira, em 1985 – e, segundo a coluna, foi reiterado para a que acontece em setembro deste ano. Mesmo sem negativas contundentes, o Rei tem se esquivado.

- Advertisement -

De acordo com Medina, um dos motivos para ainda não ter dito sim ao megafestival, seria o choque que foi para ele ver seu amigo e grande parceiro, Erasmo Carlos, ser vaiado na primeira edição do Rock in Rio.

Leia também:  The Exploited fará turnê de despedida na América do Sul em 2025

O Tremendão se apresentou na noite que abriu o festival de 1985, com Queen, Iron Maiden, Whitesnake, Baby Consuelo + Pepeu Gomes e Ney Matogrosso. Diante da reação negativa, pediu para que sua segunda apresentação fosse adiada: ele deixou de tocar com AC/DC, Scorpions, Ozzy Osbourne, Whitesnake (novamente) e Baby Consuelo + Pepeu Gomes (novamente) para performar antes de de Yes, The B-52’s, Nina Hagen, Blitz, Gilberto Gil e Barão Vermelho.

Roberto Carlos e Rock in Rio

Roberto Medina já havia falado sobre esse desejo de ter o Rei no palco do Rock in Rio em 2019, durante entrevista ao jornal “O Globo”.

“Roberto assistiu ao primeiro Rock in Rio comigo, é um cara que devia vir. Mas fica falando ‘bicho, vou ver’ e não acerta.”

Vale lembrar que apesar do “rock” no nome, o evento leva desde sua primeira edição artistas de outro estilo – o que sempre incomoda e gera críticas, nem sempre embasadas, da turma mais radical.

Leia também:  Música em festival é “catchup em praça de alimentação”, diz Guilherme Arantes

Roberto Carlos não é o primeiro nome a ser lembrado quando se fala de rock, mas ele começou a carreira no estilo e chegou a gravar alguns discos explorando melhor o gênero. Porém, a partir da década de 1970, passou a se dedicar de vez ao seu cancioneiro romântico.

Em tempo, o Rock in Rio ganhará em breve um documentário no Globoplay. E para os fãs de Roberto Carlos, tem shows agendados no Espaço Unimed, em São Paulo, nos dias 31 de julho, 5 e 6 de agosto.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Roberto Carlos recusou o Rock in Rio tantas vezes, segundo...
Adreana Oliveira
Adreana Oliveirahttps://uberground.com.br/
Adreana Oliveira é jornalista graduada pelo Centro Universitário do Triângulo (Unitri), com mestrado em Tecnologias, Comunicação e Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Tem 20 anos de atuação no mercado, com ênfase no jornalismo cultural. Titular por 12 anos da Coluna Novo Som, do extinto Correio de Uberlândia. Atualmente é produtora de TV e editora do site Uberground. Mãe do Nicholas, responsável por colocar animesongs em sua playlist.

2 COMENTÁRIOS

  1. Alguma coisa não bateu na explicação do Medina. Vejamos:
    “O convite ao “Rei” é feito a cada edição, desde a primeira, em 1985 ”
    “um dos motivos para ainda não ter dito sim ao megafestival, seria o choque que foi para ele ver seu amigo e grande parceiro, Erasmo Carlos, ser vaiado na primeira edição do Rock in Rio.”

    Não faz sentido ter como motivo algo que ele não sabia q ia acontecer, quando recusou o convite para a primeira edição em 1985. Ele não é vidente.

    Caô, ou do Roberto ou do Medina.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades