Foto: divulgação

Sebastian Bach explica o que levava colegas de Skid Row a considerá-lo difícil

Vocalista garante que ganhou fama de “complicado” porque não aceitava cantar qualquer tipo de música

Sempre que os músicos do Skid Row falam sobre a saída de Sebastian Bach ou sobre a possibilidade de uma reunião, a personalidade do vocalista é o primeiro aspecto a ser citado.

Em 2019, o baixista Rachel Bolan declarou à Rolling Stone:

“Dois anos atrás, chegamos a tentar uma reaproximação. Mas bastou algumas conversas para lembrarmos por que o despedimos. Não há dinheiro no mundo que valha sacrificar a felicidade e a paz de espírito.”

Porém, em entrevista à rádio americana 98KUPD, o cantor deu sua versão para os fatos. Conforme transcrito pelo Blabbermouth, ele declarou:

“Quando não gosto de uma música fica difícil para mim cantá-la. Deixava claro para eles sempre que isso acontecia. Era nesse momento que diziam que era difícil trabalhar comigo.”

O frontman ainda disse que buscou uma abordagem mais flexível no início, mas se deu mal.

“Na época em que entrei na banda, tentava cantar tudo o que escreviam. Até que um dia estávamos trabalhando em uma canção, fui até o microfone e minha voz simplesmente sumiu. Todos me olharam e perguntaram: ‘o que você está fazendo?’ E eu respondi: ‘não posso fazer isso’. Foi quando disseram: ‘oh, é difícil trabalhar com você’.”

Sebastian Bach e Skid Row

Sebastian Bach foi vocalista do Skid Row até 1996. À época, a banda chegou a encerrar atividades, retornando alguns anos depois.

Desde então, outros três vocalistas assumiram o microfone. O atual é ZP Theart, ex-Dragonforce. O grupo prepara um novo disco a ser lançado ano que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
3
Share