Foto: Travis Shinn / divulgação

Wolfgang Van Halen considera seu sobrenome uma bênção e uma maldição

Filho de Eddie Van Halen reconhece que origem familiar pode abrir muitas portas, mas não as deixa abertas para sempre

Ter um sobrenome famoso, como é o caso de Wolfgang Van Halen, pode abrir muitas portas no mundo artístico.

Porém, também é verdade que são raríssimos os casos de filhos de famosos que se consolidaram com carreiras realmente relevantes (alguém lembra de Julian Lennon?).

É nessa linha tênue em que o líder do Mammoth WVH se equilibra no momento, como contou à Classic Rock.

“É definitivamente uma bênção e uma maldição. Sou muito privilegiado por ter as oportunidades que recebi apenas por causa do meu sobrenome. Mas realmente não acho que ele mantenha essas portas abertas para sempre. Se você não fizer sua parte, não vai ficar lá por muito tempo.”

Aos risos, o músico completa:

“Se eu desaparecer no próximo ano, significa que eu não fiz por onde.”

Wolfgang Van Halen e Mammoth WVH

Wolfgang Van Halen lançou o álbum de estreia do Mammoth WVH em 2021. O trabalho homônimo, no qual compôs todas as músicas, cantou e tocou todos os instrumentos, alcançou o número 12 na parada americana.

Mês passado, o filho de Eddie Van Halen recebeu uma indicação ao Grammy pelo single “Distance” na categoria Melhor Canção de Rock. Ele disputa o prêmio com Paul McCartney, Foo Fighters, Kings of Leon e Weezer.

Ao vivo, seu grupo abriu para o Guns N’ Roses na mais recente turnê, além de se preparar para excursionar com o Dirty Honey ano que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
7
Share