Por que Freddie Mercury nunca revelou orientação sexual ao público, segundo assistente pessoal

Peter Freestone declarou em vídeo no YouTube que orientação sexual do cantor era mantida em segredo para preservar o Queen, não a ele

Pode parecer estranho para quem não sabe a história completa como foi, mas Freddie Mercury não era uma pessoa que falava abertamente sobre sua sexualidade. Falecido há trinta anos, o frontman do Queen mantinha relacionamentos afastados das lentes públicas, como forma de se resguardar em um mundo ainda mais preconceituoso e segregador do que o atual.

Em seu canal no YouTube, Peter Freestone, assistente pessoal do cantor, explicou que as preferências nunca foram escondidas de seu círculo mais próximo.

“Freddie não falava da sua vida privada, mas nunca escondeu aquilo que era. Ele não andava disfarçado, a não ser quando punha óculos escuros para ir às compras. Quando ia a bares, era ele mesmo. Não tinha vergonha de nada que fazia ou dos locais que frequentava.”

Freddie Mercury preservava o Queen

As consequências que uma revelação poderia causar à carreira artística fizeram Freddie Mercury optar por manter o assunto o mais íntimo possível.

“Ele tinha uma razão importante para agir desta forma. Nunca falou de si pois sabia que, assim que fizesse algum tipo de comunicado à imprensa, isso teria consequências imediatas na banda. Freddie nunca quis prejudicar a imagem do Queen.”

Quando morreu, Freddie tinha um relacionamento com Jim Hutton que já durava seis anos. Jim faleceu no primeiro dia de 2010. Suas memórias estão no livro “Mercury and Me: An Intimate Memoir by the Man Freddie Loved”.

2 comentários
  1. Por que a surpresa pela discrição do Fred? Toda pessoa famosa é obrigada a revelar “orientação sexual”? Vida sexual não deveria ser algo PRIVADO?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share