Foto: reprodução / Facebook

The Winery Dogs se reúne para compor seu primeiro álbum desde 2015

Projeto com Richie Kotzen, Billy Sheehan e Mike Portnoy retomou atividades em estúdio

O The Winery Dogs voltou a criar. O supergrupo formado por Richie Kotzen (vocal e guitarra), Billy Sheehan (baixo) e Mike Portnoy (bateria) reuniu-se, na última semana, para dar início às composições de seu próximo álbum.

O sucessor de “Hot Streak” (2015) ainda não tem data para chegar, mas já foi anunciado por Billy Sheehan em uma publicação nas redes sociais:

“Está um lindo dia aqui em Los Angeles. E que ótimo motivo para isso visitar a cidade – com o The Winery Dogs compondo novas músicas! Estou muito feliz e empolgado com isso.”

Desde o fim da turnê de “Hot Streak“, em 2016, o The Winery Dogs reuniu-se apenas para uma breve turnê em 2019. No período de inatividade da banda, os integrantes se dedicaram a outros projetos – Sheehan e Portnoy seguiram tocando juntos no Sons of Apollo, enquanto Kotzen focou na carreira solo e no projeto Smith/Kotzen, com Adrian Smith (Iron Maiden).

Em entrevistas, os músicos diziam que o trio iria se reunir, em algum momento, para gravar mais um disco. Só não havia prazo – e isso por causa de Richie, que parecia estar mais disposto a trabalhar em seus projetos solo.

Em entrevista a Mitch Lafon, em 2018, Mike Portnoy havia destacado que não gostaria de dar fim ao The Winery Dogs.

“Não sei quando vamos nos reunir, mas espero que aconteça. Sei que todos nós amamos essa banda e trabalhar juntos. […] Richie está gostando de fazer sua coisa própria. Ele sempre foi um pouco… não quero dizer ‘assustado’, diria ‘hesitante’, em se comprometer com uma banda por tempo integral pelo resto de sua vida.”

Vale destacar que o trio iria retomar suas atividades em estúdio ainda em 2020. Contudo, a pandemia os atrapalhou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share