Jeff LaBar, guitarrista do Cinderella, morre aos 58 anos

Músico integrou a famosa banda de hard rock desde 1985, participando de todos os álbuns

Morreu aos 58 anos o guitarrista Jeff LaBar, lembrado por ter integrado o Cinderella desde 1985. A causa do falecimento não foi divulgada.

A informação foi confirmada pelo jornalista musical Mitch Lafon, em publicação nas redes sociais. “Jeff LaBar, do Cinderella, faleceu. Obrigado por sua música e pelas lembranças, Jeff. Descanse em paz”, postou.

Em comunicado, os integrantes remanescentes do Cinderella – Tom Keifer (vocalista e guitarrista), Eric Brittingham (baixista) e Fred Coury (baterista) – falaram sobre a perda do guitarrista.

“Corações partidos não conseguem descrever o sentimento de perder nosso irmão Jeff. O vínculo entre nós ao longo de décadas de criação de música e turnês pelo mundo é algo que nós, como banda, compartilhamos de forma única.

As memórias com Jeff estarão para sempre vivas em nossos corações. É inimaginável que um de nossos irmãos de banda nos deixou. Estamos enviando as nossas mais profundas condolências à sua esposa Debinique, ao filho Sebastian, à família e amigos.

Por fim, os músicos declaram: “A memória e a música de Jeff estarão conosco para sempre. Todos nós… banda, família e empresariamento apreciamos a impressionante demonstração de amor. Descanse em paz, Jeff. Tom, Eric e Fred.”

Jeff LaBar e Cinderella

Nascido em Darby, na Pensilvânia, Estados Unidos, no dia 18 de março de 1963, Jeff LaBar fez parte do Cinderella desde 1985, entrando pouco antes do primeiro álbum, “Night Songs” (1986), ser lançado. O músico ocupou a vaga que era anteriormente de Michael Kelly Smith (Michael Schermick), que se consagrou em outra banda do segmento: o Britny Fox.

Com mais de 15 milhões de discos vendidos no mundo todo, o Cinderella é um dos grandes nomes do chamado hard rock oitentista. Apesar disso, a banda não conseguiu manter constância em suas atividades após completar uma década de existência: desde que lançou seu último álbum, “Still Climbing” (1994), o grupo passou por uma série de idas e vindas, com turnês breves em meio a hiatos prolongados.

Embora estivesse mais afastado do meio musical nos últimos anos, LaBar mantinha uma banda solo desde 2014.

Problemas com drogas e álcool

Em entrevista ao Another FN Podcast, em 2016, Jeff LaBar revelou que o Cinderella não retomaria suas atividades em definitivo por culpa dele próprio. O guitarrista admitiu que seus problemas com álcool e drogas inviabilizariam a volta da banda.

“Não falo mais com ninguém do Cinderella. Ou, melhor: eles não falam comigo. Fizemos um pacto de não continuar com o Cinderella se um de nós saíssemos. E Tom (Keifer) parece levar isso adiante. Não é segredo que tenho problemas com álcool. E a situação piorou em um desses cruzeiros que tocamos.

Quando caí em um desses cruzeiros na frente de todos, a atitude de Tom foi ao estilo ‘que p*rra é essa?’. Então, me mandaram para a reabilitação. Tom chegou a pagar por parte da minha recuperação. Saí um homem melhor, mas só fiquei sóbrio por um ano.”

O músico, que dizia sofrer de transtorno de ansiedade, também teve que lidar com o vício em analgésicos desde a realização de uma cirurgia nos quadris.

“Passar um ano sóbrio em frente a pessoas que bebem é muito ruim. Além disso, sofro de transtorno de ansiedade. Parte do motivo pelo qual bebo é que, assim, posso sair de casa e lidar com as pessoas.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
89
Share