Foto: Nelson Mortol / divulgação

Deaf Swan alerta sobre crise socioambiental com stoner no EP ‘Farewell, Planet Earth’

O power trio stoner Deaf Swan, formado em Mogi das Cruzes (SP), lançou o EP ‘Farewell, Planet Earth’ nas plataformas digitais. O material é descrito como “uma obra conceitual de sci-fi que projeta um cenário de apocalipse socioambiental pela perspectiva de um sobrevivente”.

O power trio stoner Deaf Swan, formado em Mogi das Cruzes (SP), lançou o EP ‘Farewell, Planet Earth’ nas plataformas digitais. O material é descrito como “uma obra conceitual de sci-fi que projeta um cenário de apocalipse socioambiental pela perspectiva de um sobrevivente”.

No enredo de ‘Farewell, Planet Earth’, “o sobrevivente é mandando da Terra para o inferno”. “Ao longo das músicas, a Deaf Swan narra a catarse, aventura no espaço e um novo começo”, completa o comunicado.

O registro, de quatro músicas, está disponível nas principais plataformas de streaming. Clique aqui para ouvir escolher sua plataforma favorita ou escute no player a seguir, via YouTube.

Confira, também, um faixa-a-faixa disponibilizado no material de divulgação.

“‘Yesterday’s Wonders (Today’s Wastes)’ traz uma representação da mente saudosa e opositiva de um sobrevivente: da nostalgia por mesmo as mais simples belezas de outros tempos, irrompe o ódio ao homem e o presente intolerável.

‘Dystopian World’ conjura o apocalipse, fruto do negacionismo da ciência e derradeira provação a toda forma de vida da Terra.

Na faixa-título, ‘Farewell, Planet Earth’, o sobrevivente abandona a Terra, irremediavelmente degradada, ávido por se aprofundar no espaço e expressando-se num misto de diário de bordo e diálogo com a consciência. A música ainda carrega uma crítica à propagação de mentiras e distorções da realidade pelas redes sociais.

Por fim, tem ‘Venturing on Phobos’, em que o espírito aventuroso e investigativo conduz a uma parada em Fobos, que encerra alguns perigos inimagináveis e está, por certo, um tanto perto demais de Marte.”

Deaf Swan é:

Henrique Fonseca (baixo, vocal)
Gustavo Oliveira (bateria, backs)
Danilo Nunes (guitarra, vocal)

Arte da capa: Sabrina Magalhães / @a_biirna
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share