Notícias

Trabalhos atuais de Yngwie Malmsteen são horríveis, diz frontman do Opeth



Mikael Åkerfeldt, vocalista e guitarrista do Opeth, falou sobre o trabalho do guitarrista Yngwie Malmsteen durante entrevista à Music Radar. Ao comentar que Malmsteen mudou sua vida, Åkerfeldt destacou, também, que os álbuns mais recentes do veterano shredder decepcionam bastante.

“Eu o odeio tanto quanto o amo. Só queria chacoalhá-lo, chutar o traseiro dele e fazer com que ele acorde. Ele é fantástico e sabe disso, tem o timbre de guitarra mais belo do heavy metal, junto de Fredrik (Åkesson, também do Opeth)”, disse Åkerfeldt.

Em seguida, o frontman do Opeth disse que se surpreendeu – negativamente – com o trabalho mais recente de Yngwie Malmsteen, “Blue Lightning“, em que ele mergulha no blues (e é ruim mesmo). “Vi o vídeo mais recente do álbum de blues dele e foi horrível, com ele dirigindo por Miami em sua Ferrari. Não é o que penso quando se fala de blues. É horrível”, afirmou.

– Yngwie Malmsteen rebate críticas de que toca sempre a mesma coisa

Åkerfeldt destacou, ainda, que a “maré ruim” de Malmsteen já vem de algum tempo. “Os álbuns dele têm sido uma m*rda há um bom tempo, mas a forma de tocar guitarra sempre foi ótima. O último disco que gostei foi ‘Odyssey’ (1988), mas agora estou parecendo um fã reclamão de Opeth. Depois disso, ele ficou meio brega e piorou. Sinto que ele deveria cuidar melhor da própria carreira, se acalmar e focar em compor boas músicas”, disse.

A influência de Yngwie Malmsteen em torno de todo o Opeth é natural, já que todos os envolvidos são da Suécia. Malmsteen, inclusive, foi um dos primeiros músicos de heavy metal realmente notáveis no país.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *