Notícias

Rock Hall avisou que boicotaria Mötley Crüe por comportamento, diz Nikki Sixx



O Mötley Crüe é elegível para o Rock and Roll Hall of Fame desde 2006, já que seu álbum de estreia é de 1981. Porém, a banda nunca foi considerada, nem mesmo, entre os nomes indicados para escolha do corpo técnico.

Em entrevista à revista “Kerrang!”, o baixista Nikki Sixx afirmou que o Rock and Roll Hall of Fame boicota o Mötley Crüe – e de forma declarada. O motivo seria o comportamento errático de seus integrantes – mostrado, em parte, no filme “The Dirt”, que está disponível na Netflix.

– 8 fatos curiosos que não constam em The Dirt, filme do Mötley Crüe

“Eu estava fazendo uma entrevista com Tommy (Lee, baterista) há algumas semanas e fomos perguntados se tocaríamos juntos novamente (a banda acabou em 2015). Tommy disse: ‘não sei, talvez se entrarmos para o Rock and Roll Hall of Fame ou algo do tipo’. Eu disse: ‘sério?’. E ele: ‘por que não?’. Não temos planos, porque fomos informados pelo Rock and Roll Hall of Fame que nunca entraríamos por causa de nossa postura, então é isso”, afirmou.

Em entrevistas anteriores, Sixx fez críticas ao Rock and Roll Hall of Fame. Ele chegou a dizer que a instituição é formada por “garotos velhos que perderam o contato com a arte, composição, letras e músicas influentes e, geralmente, têm outras agendas em mãos”. Ele também já destacou que muitas bandas anteriores ao Mötley Crüe deveriam ter sido nomeadas, mas foram ignoradas.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *