Nikki Sixx revela que Live Wire, do Mötley Crüe é sobre violência doméstica

A música “Live Wire”, que abre o primeiro disco do Mötley Crüe, “Too Fast For Love” (1981), é sobre os casos de violência doméstica que ele sofreu na juventude. A revelação foi feita pelo baixista e compositor Nikki Sixx, em entrevista à rádio SiriusXM transcrita pelo Blabbermouth.

Sixx contou que poucas pessoas sabiam da temática de “Live Wire” até então. “As pessoas perguntavam do que ela tratava, por ser tão brutal, e eu fiquei quieto. Vendo o filme (‘The Dirt’, na Netflix) e minha relação com minha mãe e esses padrastos que batiam em mim, essa música é sobre violência doméstica”, afirmou.

- Advertisement -

Segundo o baixista, o filme “The Dirt” mostra como ele consegue deixar a violência doméstica com “medidas extremas”. “Há músicas no primeiro álbum como ‘On With The Show’, por exemplo, que são sobre eu me ‘matar’ – o meu ‘eu’ antigo, Frank Feranna Jr -, porque eu não queria viver na sombra do meu pai, que havia me abandonado”, disse.

Leia também:  O Rage Against the Machine acabou? Tim Commerford responde

Por fim, Nikki disse que o filme “The Dirt”, que estreia na Netflix em 22 de março, mostra coisas sobre o Mötley Crüe que outras bandas não retratam em produções como livros e longa-metragens. “Foi assim que conduzimos esse filme”, afirmo.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesNikki Sixx revela que Live Wire, do Mötley Crüe é sobre violência...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades